“Europa rasgou a fantasia da liberdade de expressão ao censurar RT e Sputnik”, diz Breno Altman

postado em: Mídia | 0

O jornalista Breno Altman, em participação no Bom Dia 247 desta segunda-feira, 28, atribuiu o banimento dos canais russos de notícias RT e Sputnik pela União Europeia (UE) ao alto grau de influência exercida pelos governos Ocidentais e suas burguesias na mídia.

De acordo com o jornalista, a decisão, anunciada ontem, 27, “rasga a fantasia” da liberdade de expressão, bandeira levantada pelos Estados Unidos e pela UE.

“Estamos no Carnaval, mas quem rasgou a fantasia foi a Europa. A conversa da liberdade de expressão é uma conversa para boi dormir. O nível de controle que a burguesia europeia e norte-americana tem sobre seus meios de comunicação, especialmente depois da guerra do Vietnã, é brutal”, disse.

A instrumentalização de veículos como New York Times e Washington Post, especialmente em tempos de guerra, ocorre por meio de uma série de mecanismos, afirmou Altman.

“O nível de controle que os governos têm, através dos proprietários desses veículos de comunicação e seus editores, (se dá) por meio de uma série de instrumentos”, disse.

Ele lembrou do caso da jornalista Judith Miller, que, durante a guerra estadunidense no Iraque, foi presa por ter se recusado a revelar a fonte que entregava a ela as articulações da CIA.

Vou dar de barato que o Assange não é uma questão de imprensa”, completou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.