A RESPEITO DAS SEITAS NEO EVANGÉLICAS ( por Álvaro Barcellos)

Antes de mais nada, vale salientar que o presente texto não pretende atacar nem defender qualquer posição acerca de algo tão difícil de se decifrar quando as escolhas e crenças de inclinação e ordem religiosa.

Diga-se de passagem, é graças a um COMUNISTA – o escritor baiano Jorge Amado (na época congressista eleito pelo Partido Comunista Brasileiro – PCB) que se abriu o caminho para a plena liberdade de expressão religiosa. Jorge Amado tinha curiosamente grande simpatia por rituais de matriz afro.

O presente texto tenta levantar algumas questões e mecanismos que atraem milhares e milhares de pessoas (quase como um rebanho) para as seitas e cultos neo evangélicos.

Sabe-se desde já que existem doses cavalares de um estranho fanatismo envolvido. Há também impressionantes níveis de intolerância com relação a quaisquer outras crenças. Sem espaço para críticas, disseminam-se cegueira e ignorância.

O mais curioso, consiste talvez em atrair tanta gente com um discurso que NEGA por completo os ensinamentos básicos de Jesus. O mesmo Jesus que expulsara os vendilhões do templo não admitiria que tantos falsos profetas fossem utilizar-se de fraquezas e desespero de fiéis para venderem a eles coisas inacreditáveis, como: o suposto PERFUME de Jesus (????); vassouras e baldes suspostamente UNGIDOS, e outros produtos a preços escandalosos,  brincando assim com a boa fé dos frequentadores. Entre outras tantas aberrações.

Não será por acaso que alguns pastores já possuam rádios e até canais de TV próprios: ISENTOS de impostos (que todos pagamos). Não raro, ocorrem denúncias como: LAVAGEM de dinheiro; formação de QUADRILHAS e MILÍCIAS; envolvimento com o CRIME organizado e TRÁFICO de influências (entre outros). Aliás, BBB (boi, bala e bíblia estaria hoje hegemonizando o congresso nacional). O que remete a uma grande jogada de OPORTUNISMO.

Outra coisa bem difícil de explicar diz respeito à OSTENTAÇÃO (já houve casos de pastores desfilando com CARRÃO ZERO km importado e incentivando os frequentadores a tocar no carro supostamente ungido para livrar-se das mazelas financeiras. Ora alguém já ouviu falar em alguma passagem bíblica em que Jesus ostentasse? Claro que não. Ao contrário, sempre foi grande exemplo de HUMILDADE.

Transpondo algumas reflexões para determinados momentos históricos, podemos lembrar que fenômenos como a contracultura e o movimento hippie apontavam para PAZ e AMOR. Não estariam acaso exatamente na linha de Jesus?Jesus está de algum modo presente, com sua busca por justiça, dignidade, generosidade, liberdade e humanidade, na fala de comunistas, de anarquistas, de sonhadores, de libertários, de rebeldes…por tudo isso, fica a pergunta: quantas vezes várias dessas igrejas não teriam matado Jesus??? 

Por fim, quando majoritariamente os neo evangélicos acabaram optando por apoiar uma candidatura de um sujeito assumidamente adorador de Hitler (portanto de perfil NAZISTA e FASCISTA), altamente PRECONCEITUOSO  e com discurso CHEIO DE ÓDIO – portanto totalmente afastado de Jesus, acabaram também por deixar escancarada ume imensa contradição…

Se tal candidatura defendia coisa terríveis como  a TORTURA, vale lembrar que a única relação de JESUS com a tortura se deu na triste condição de TORTURADO.

Se pudessem, alguns desses pastores e falsários mudariam algumas leis divinas. Em especial a mais importante: onde diz amai-vos uns aos outros… amai-vos uns aos outros… Deus decepcionado os desbancaria

Fonte: Álvaro Barcellos – Poeta, Escritor e Apresentador do Programa Olhares na RádioCom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.