Bolsonaro ameaça atuar fora da Constituição, após ser incluído na investigação sobre ameaças às eleições

Na última quarta-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar o Supremo Tribunal Federal e o Tribunal Superior Eleitoral após se tornar alvo de inquéritos judiciais por ameaças às eleições. Após as constantes críticas do sistema eleitoral pelo presidente, o ministro do STF Alexandre de Moraes aprovou ontem (4) a inclusão de Bolsonaro como investigado no inquérito que apura a divulgação de informações falsas sobre as eleições.

A decisão atende ao pedido apresentado por unanimidade pelos ministros do TSE. Em uma entrevista à rádio Jovem Pan, o chefe do Executivo questionou se esses procedimentos são legais e disse, em resposta, que poderá agir fora “das quatro linhas da Constituição”. “Olha, eu jogo dentro das quatro linhas da Constituição, e jogo, se preciso for, com as armas do outro lado.

Nós queremos paz, queremos tranquilidade”, alertou Bolsonaro e continuou: “[O inquérito] está dentro das quatro linhas da Constituição? Não está. Então, o antídoto para isso também não está dentro das quatro linhas da Constituição. Aqui ninguém é mais macho que ninguém”.

Fonte: Sputnik News

Imagem: Sputnik News

Deixe uma resposta