Em pior mês da pandemia, Brasil registra quase 4 mil mortes por COVID-19

postado em: Sem categoria | 0

O Brasil registrou 3.869 novas mortes pela COVID-19 e 90.638 novos casos da doença na quarta-feira (31). Com isso, o país chegou a 321.515 óbitos e a 12.748.747 de infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. Trata-se de um recorde no número de óbitos registrados em um intervalo de um dia. A média móvel de mortes nos últimos sete dias é de 2.977, e a média móvel de casos no mesmo intervalo é de 75.616.

  • Anvisa decidiu na quarta-feira (31) aprovar o pedido de uso emergencial da vacina da Janssen, empresa do grupo Johnson & Johnson, contra a COVID-19. O uso emergencial da vacina da Janssen havia sido solicitado pela farmacêutica no dia 24 de março. A aprovação do uso do imunizante permite que a vacina seja aplicada à população brasileira.
  • No dia 31, o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou que as escolas do país fecharão na próxima semana e que o lockdown, que estava limitado a Paris e outras regiões, será ampliado para todo o território, devido ao crescimento de casos da COVID-19. Em pronunciamento, Emmanuel Macron reconheceu que os esforços atuais para diminuir a propagação do vírus “são muito limitados, em um período no qual a epidemia está acelerando”. Segundo o chefe de Estado francês, a disseminação da chamada variante britânica mostra “que existe risco de perda de controle” da pandemia.

Fonte: Sputnik News

Imagem: Sputnik News

Deixe uma resposta