Brasil teme e pode apelar ao uso ‘racional’ de oxigênio

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pretende fazer uma campanha para o uso “racional” de oxigênio nos hospitais. Queiroga não vê necessidade de colocar o oxigênio nasal em todos os pacientes com COVID-19 que chegam aos hospitais.

Com isso, um plano de abastecimento de oxigênio medicinal, que prevê que o oxigênio seja usado de maneira organizada e por critérios de urgência, logística, necessidade, estoque, transporte, e local de envase previstos em leis, para as redes de saúde locais durante a pandemia, deverá ser apresentado nos próximos dez dias.

  • De acordo com o novo ministro da Saúde, o “teto” da capacidade do sistema público de saúde em aplicar vacinas é de 2,4 milhões de doses por dia, contudo, para isso, terá de vencer a falta de doses.

Fonte: Sputink News

Imagem: Sputink News

Deixe uma resposta