Covid-19 em Pelotas: caos no Centro COVID e aumento de contágio revela má gestão da crise

O número de contágios pela Covid-19, em Pelotas, aumentou rapidamente, na última semana. Apenas ontem, segunda-feira, dia 16 de novembro, foram registrados mais 120 novos casos da doença. O número de óbitos também foi atualizado. Após a reclassificação realizada pela Vigilância Epidemiológica, o número de mortes, decorrentes da contaminação pelo coronavírus, subiu de 160 para 166. Ao todo, Pelotas já conta com 7.026 pessoas infectadas .

A má gestão da crise sanitária, que assola todo o país, tem se mostrado cada vez mais evidente, já que a Prefeitura não tem sinalizado com nenhuma possibilidade de rever as medidas de flexibilização adotadas desde o início do período eleitoral, desconsiderando que, há mais de um mês, Pelotas enfrentava uma realidade diferente da atual. 

O aumento da contaminação tem sido alvo de críticas de pesquisadores, como o epidemiologista Pedro Hallal, reitor da UFPel, que, recentemente, em entrevista à RádioCom, alertou para os riscos até mesmo de falta de leitos, caso não sejam tomadas atitudes efetivas para conter o avanço da doença. “Se a gente deixar o Coronavírus disparar do jeito que está disparando, em Pelotas, é muito provável que em 10, 15 dias não se tenha mais leitos na cidade”, disse. 

Pelotas atua em sistema de cogestão no Programa de Distanciamento Controlado do Governo do Estado, com a possibilidade de adotar protocolos alternativos às bandeiras previamente definidas. Recentemente, o município se valeu desta situação para adotar a bandeira amarela, que indicaria “risco baixo” de contágio, precisando rever a decisão em seguida, já que o contágio voltou a crescer e, hoje, parece estar atingindo o seu pior momento, desde o início da crise sanitária.

Caos no Centro COVID

Desde o último domingo (15), o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Luiz Guilherme Belleti, tem se pronunciado, publicamente, inclusive enviando nota às mídias locais, denunciando a superlotação do Centro COVID, localizado na Avenida Bento Gonçalves. De acordo com Belleti, a situação ainda era caótica, na tarde de ontem, segunda-feira (16). Além da lotação da área de atendimento, o Conselheiro Municipal verificou que pacientes e acompanhantes estão aglomerados, no local, sem recebimento de triagem rápida e sem que seja possível respeitar o devido distanciamento entre as pessoas. 

Fonte: Seeb Pelotas

Imagem: Seeb Pelotas

Deixe uma resposta