Todos os municípios do núcleo de Rio Grande prorrogaram suspensão das aulas presenciais

postado em: Mídia, Milicias, Trabalho | 0

Os quatro municípios da região de abrangência do 6º Núcleo do CPERS (Rio Grande) assinaram decreto prorrogando a suspensão da volta às aulas e contrariando o calendário do governo Leite (PSDB).

O não retorno se aplica a todas as instituições de ensino de Rio Grande, Chuí, Santa Vitória do Palmar e São José do Norte, incluindo as da rede estadual.

Nas últimas semanas, inúmeras prefeituras já haviam decidido pelo não retorno das atividades presenciais, preservando a vida de dezenas de milhares de estudantes, pais, professores e funcionários.

Caso o Estado insista em abrir as escolas nestes territórios, o governo precisará judicializar a questão.

Em Conselho Geral, o CPERS deliberou por articular a resistência junto aos núcleos para sensibilizar prefeitos(as), vereadores(as) e deputados(as) pelo não retorno das atividades presenciais, conclamando, ainda, a sociedade a se manifestar em todos os espaços possíveis.

Em Santa Vitória do Palmar e Chuí, a suspensão das atividades será prorrogada “até que os dados epidemiológicos possibilitem a reavaliação da decisão”. 

Rio Grande prorrogou a suspensão até, pelo menos, 31 de outubro.

O documento afirma que a decisão se deu pela “necessidade de complementação de medidas para promover a prevenção e a mitigação da propagação do Novo Coronavírus (COVID-19) e, assim, manter a proteção à saúde dos estudantes, trabalhadores em educação, comunidade escolar e de toda população riograndina”

Já São José do Norte decretou a continuidade da suspensão das atividades presenciais de escolas, cursos e creches até 30 de outubro.

Fonte: Cpers Sindicato

Deixe uma resposta