Lei Aldir Blanc de emergência é tema da web conferência de cultura no Sul do estado

postado em: Sem categoria | 0

Acontece nesta sexta-feira, 24, a webconferência de cultura que irá reunir gestores e articuladores engajados na implementação da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, aprovada no último 29 de junho no Congresso Nacional. O evento que é uma realização do Fórum Popular Permanente de Cultura de Pelotas terá participação da atriz Tânia Farias e da produtora cultural Mari Martinez, integrantes do Fórum de Ação Permanente de Cultura – RS e do Secretário Municipal de Cultura e Relações Internacionais de São Leopoldo, Pedro Vasconcellos, além do Conselho de Cultura e da Secretaria de Cultura de Pelotas e de gestores da área cultural da região sul. O foco do evento é o compartilhamento de conhecimentos e iniciativas criativas relacionadas a efetivação da nova lei e seus desafios. Com início previsto para às 19h, a atividade será transmitida via mídias do Fórum Popular de Cultura de Pelotas.

O QUE É A LEI ALDIR BLANC?

Um dos setores mais afetados pela crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, a Cultura, vem demonstrando capacidade de inovação e criatividade. Contudo, os desafios para superar a crise ainda são muitos. As lives artísticas e o acesso às novas plataformas tecnológicas, que têm se apresentado como alternativas criativas para o fazer cultural, tem suas limitações em relação a diversos campos da cultura. A atual crise tem descortinado as desigualdades entre a grande indústria da cultura e o todo da diversidade cultural brasileira. Agentes culturais de todo o Brasil, através da rede de pontos de cultura, fóruns e organismos articuladores de artistas, trabalhadores e fazedores de cultura, articularam junto ao setor público a lei de emergência cultural Lei Aldir Blanc, que se estabelece como uma grande e significativa conquista da sociedade civil do setor cultural brasileiro. Para além do descontingenciamento dos recursos do Fundo Nacional de Cultura, serão mais de R$ 3 bilhões a serem investidos nas cidades de todo o país, alimentando a cadeia produtiva da cultura em todo território brasileiro.

A Lei Aldir Blanc é uma realidade e está acontecendo. Aprovada no Congresso Nacional e editadas as primeiras medidas provisórias, os desafios para sua implementação são grandes, a começar pelos estados e municípios que não possuem seus sistemas de cultura consolidados. Mas também pelos desafios relacionados ao cadastramento e a distribuição responsável dos recursos, afinal, os valores disponíveis precisam alcançar todos e os que mais precisam. Assim como no resto do país, artistas, espaços culturais, pequenos produtores e uma série de agentes da cultura viva, como indígenas, quilombolas, artesãos, doceiras, pescadores, entre outros, demandam no sul do estado a implementação da lei de emergência cultural de maneira mais abrangente possível.

SERVIÇO

O quê: Desenrolando a cultura – Web Conferência Regional de Cultura

Quando: sexta-feira, 24 de julho, às 19h

Onde: Redes sociais do Fórum Popular Permanente de Cultura de PelotasLink do evento no facebook: https://www.facebook.com/events/2718870974885737/

Deixe uma resposta