Weintraub gasta 40% do orçamento da UNE em publicidade de carteirinha digital

postado em: Sem categoria | 0

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, investiu R$ 2,5 milhões em publicidade para divulgar a carteirinha estudantil digital, valor que corresponde a 40,3% do orçamento da União Nacional dos Estudantes (UNE) em 2019. O projeto, no entanto, deve caducar no Congresso.

A investimento de Weintraub na divulgação da carteirinha foi o terceiro maior gasto publicitário do Ministério da Educação em 2019. Contudo, o prazo para o ID estudantil ser aprovado por deputados e senadores acaba já neste domingo (16).

O ID estudantil foi visto como um ataque direto às entidades estudantis, em especial à UNE, cujo orçamento vem majoritariamente da produção das carteirinhas que garantem a meia entrada.

Segundo reportagem do site Poder 360, em 2017, a entidade havia arrecadado R$ 14,3 milhões, 80% deles apenas com a emissão de carteirinhas estudantis. Já em 2019, com a criação da ID estudantil, a renda caiu para R$ 6,2 milhões, uma queda de 56% no faturamento.

Caso perca a validade, a MP não pode ser reeditada antes de 2021, e deixam de ter amparo legal as 258 mil carteirinhas digitais emitidas até agora, segundo site do governo criado para isso.

“Isso causou um grande prejuízo aos cofres públicos, mais de 200 mil carteiras foram emitidas por um sistema criado para esse fim, além do dinheiro gasto na propaganda”, diz o deputado Orlando Silva (PC do B-SP), que além de oposição ao governo, foi presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) nos anos 90.

Fonte: Revista Fórum

Deixe uma resposta