SANEP nega contaminação por agrotóxico

postado em: Cidade, Local, Política, Saúde | 0

Do Sindicato Bancários Pelotas : A suspeita de contaminação da água da Barragem do Santa Bárbara por Agrotóxicos, levantada recentemente, foi rebatida prontamente pelo Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (SANEP). A autarquia afirma manter rígido controle de qualidade sobre a água fornecida e nega a existência de contaminação.

Se comprovada a contaminação da Barragem, outros mananciais da região, como: Canal São Gonçalo, Arroio Pelotas e Lagoa dos Patos também podem estar contaminados, já que a origem estaria nas lavouras da região.

A população espera que as autoridades esclareçam o assunto e tomem as medidas necessárias para garantir a qualidade da água e a saúde pública.

O que diz o ministério da saúde
Dados divulgados pelo Ministério da Saúde, recentemente, revelam que Pelotas é um dos cerca de 1400 municípios onde foram detectados 27 pesticidas obrigados a serem analisados, conforme a legislação vigente. Destes 27 agrotóxicos, a Anvisa classifica 16 como sendo extremamente tóxicos, sendo 11 deles associados a doenças crônicas, como: câncer, defeitos congênitos e distúrbios endócrinos.

O que diz o SANEP
O SANEP conta com um rígido controle do padrão de potabilidade da água. Segundo informações da autarquia, são atendidas as exigências da Legislação Federal, conforme solicitado pelo Ministério da Saúde, que dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano. Da mesma forma, está sendo contemplada a portaria estadual n° 320/2014, que estabelece parâmetros adicionais de agrotóxicos ao padrão de potabilidade para substâncias químicas no controle da água.

O SANEP informa, ainda, que realiza análises conforme a periodicidade exigida pelo Ministério da Saúde, para identificar se há substâncias químicas orgânicas e inorgânicas, metais e agrotóxicos nos mananciais do município. Nos últimos 10 anos, segundo a autarquia, não houve registro de contaminação da água por nenhuma dessas substâncias.

Foto: Jornal do Laranjal

FONTE: Com informações do Jornal do Laranjal

Deixe uma resposta