Mendeslki faz declaração racista sobre Marielle no ar; diretor da ‘Guaíba’ pede desculpas

postado em: Sem categoria | 0

O jornalista Rogério Mendelski fez uma declaração racista sobre a vereadora Marielle Franco durante o seu programa na Rádio Guaíba na manhã desta quinta-feira (7). Mendelski começou a ler um comentário de ouvinte sobre Ronnie Lessa, apontado como o executor do assassinato da vereadora, quando interrompeu para fazer um comentário racista sobre ela. “Agora virou até moda o cabelo da Marielle. O que eu tenho visto de pessoas com o cabelo, aquele cabelo horroroso, feio, um coque na cabeça”, disse. Posteriormente, Mendelski disse que seu comentário foi interrompido antes de ser concluído.

A manifestação foi repudiada pelo deputada estadual Luciana Genro (PSOL), que disse que iria encaminhar um pedido de manifestação de repúdio do partido junto à rádio. “No mês da consciência negra, ele faz um comentário racista e que mostra sua profunda ignorância a respeito da cultura negra. Inaceitável!”, disse.

Na tarde desta quarta, Nando Gross, gerente de Jornalismo da Rádio Guaíba, divulgou nota com se posicionando nas redes sociais sobre o assunto, pedindo desculpas à família de Marielle e dizendo que a rádio repudia toda forma de preconceito e de discriminação. Confira o conteúdo da sequência de tuítes:

“Esclarecimento. Sobre o comentário do apresentador Rogério Mendelski hoje pela manhã no programa Bom Dia, quando fez considerações sobre a vereadora Marielle Franco, esclarecemos que repudiamos todo e qualquer tipo de comentário de conteúdo preconceituoso. Pedimos desculpas à família de Marielle e a toda a comunidade atingida pelo fato. Nos seus princípios, que estão expostos no site oficial da emissora, a Guaíba deixa bem claro isto aos seus ouvintes e colaboradores. A Rádio Guaíba repudia toda e qualquer forma de preconceito e discriminação. A Rádio Guaíba preza a pluralidade de ideias entre seus comentaristas e apresentadores, mas não aceita de forma alguma manifestações de conteúdo racista, homofóbico de xenofobia ou qualquer outra forma de discriminação. A opinião dos comentaristas e apresentadores não representa a opinião da empresa. Esta será apresentada em editoriais quando necessário”.

A mensagem foi reproduzida no perfil oficial da rádio.

Gross não informou se Mendelski sofrerá algum tipo de punição pela declaração.

Em entrevista ao site Coletiva.net, Mendelski afirmou que o seu comentário foi interrompido e negou que tenha sido racista. “Meu comentário foi interrompido por conta de uma entrevista que eu estava esperando com o Onyx [Lorenzoni]. Depois, o assunto não voltou mais”, disse. “Não gosto de coques. A Marielle, por exemplo, era muito mais bonita de cabelos soltos. É gosto pessoal. Não há qualquer tipo de conteúdo racista aí, não sei de onde tiraram isso. Eu não pude terminar o meu comentário, foi isso. Nós, da Guaíba, somos completamente contra preconceitos”, complementou.

Fonte: Sul 21

Deixe uma resposta