Mello Franco: disputa de R$ 737 mi pode colocar fim ao “casamento” de Bolsonaro com PSL

postado em: Sem categoria | 0

O jornalista Bernardo Mello Franco observa que “o casamento de conveniência entre Jair Bolsonaro e o PSL” parece estar chegando ao fim. “Ontem o presidente torpedeou o dono do partido, Luciano Bivar, a quem chamou de “queimado”. Por trás das escaramuças, trava-se uma disputa pelo controle de R$ 737 milhões”, valor que pode ser ainda maior caso seja aprovado o projeto que amplia os recursos do fundo eleitoral, diz Mello Franco. 

“Até o ano passado, o PSL passava despercebido na sopa de letrinhas da política brasileira. Vivia de migalhas do fundo partidário e do comércio de segundos na propaganda obrigatória. Com a eleição de Bolsonaro, a pequena sigla virou um grande negócio. Passou a receber mais dinheiro público que PT e PSDB”, completa. 

‘Ao anunciar a filiação, Bolsonaro deixou claro que fazia um acordo de interesses. Mello Franco relembra que na ocasião, Bolsonaro chegou a dizer que ‘“dificilmente ele (a legenda) sobreviveria à cláusula de barreira, e eu, sem partido, não seria candidato. Então estamos fazendo um casamento”’. 

“Como acontece em muitas famílias, o aumento do patrimônio precipitou o desgaste da relação. Bolsonaro valorizou a casa, mas não conseguiu tomar a chave do cofre. Agora ele tentará negociar a partilha de bens antes de decidir se assina o divórcio”, destaca. 

Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta