Hospital Escola: nova sala de reabilitação é inaugurada

postado em: Sem categoria | 0

Os pacientes do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) agora podem contar com uma Sala de Reabilitação. Na terça-feira as equipes da Unidade de Sistema Neuro-músculo Esquelético apresentaram a nova sala aos colaboradores do HE.

A sala é um espaço para atendimento multiprofissional de pacientes internados na instituição, onde serão realizados atendimentos envolvendo reabilitação física, atividades motoras e manuais, atividades cognitivas e lúdicas. Além disso, serão realizadas avaliações técnicas das áreas de educação física, fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional. O novo espaço conta com bicicleta, elíptico, cama elástica, steps, espaldar, borrachas elásticas, colchonetes, bolas suíças, anilhas e halteres, todos provenientes de doações através de academias e pessoas parceiras para construção do espaço.

Com a mudança, o serviço de Educação Física passará a atender todas as unidades de internação do HE. Os profissionais irão realizar avaliações físicas pré e pós-operatórias, prescrição de exercícios físicos para prevenção de perda de massa muscular, reabilitação muscular e exercícios para prevenção de comportamento sedentário no leito.

LOCAL será para atendimento multiprofissional para pacientes internados

LOCAL será para atendimento multiprofissional para pacientes internados

Conforme a fisioterapeuta Camilla Benigno, a partir de agora o serviço de fisioterapia poderá fornecer um atendimento diferenciado aos pacientes, com sessões em pequenos grupos, utilizando recursos que não são possíveis utilizar nas unidades, como a bicicleta ergométrica e a cama elástica, além de permitir que o paciente circule em um local mais adequado, evitando um fluxo maior nos corredores do hospital.

Na parte de atendimento da equipe de Terapia Ocupacional, as atividades desenvolvidas na nova sala visam promover reabilitação funcional, cognitiva, atividades lúdicas e expressivas, confecção de recursos terapêuticos, entre outras atividades, conforme a demanda de cada paciente.

Fonte: Diário da Manhã

Deixe uma resposta