Em tom de ameaça, Bolsonaro anuncia fim da imprensa

Alvo de críticas da mídia, Jair Bolsonaro anunciou o “fim da imprensa”. “Estamos em uma nova era. Assim como acabou no passado o datilógrafo, a imprensa está acabando também. Não é só por questão de poder aquisitivo do povo que não está bom. É porque não se acha a verdade ali”, afirmou. Segundo Bolsonaro , o motivo para o fim da imprensa está relacionado a uma decisão tomada  que extinguiu a obrigatoriedade das empresas de capital aberto publicarem seus balanços em jornais. 

“Tirei de vocês (jornalistas) R$ 1,2 bilhão de reais com publicação de balancetes. Não é maldade. É bondade e Justiça com os empresários, que não aguentam pagar isso para publicar páginas e páginas que ninguém lê. Então, publica no site oficial, CVM, a custo zero”, disse Boslaonro nesta quinta-feira (22), durante um café da manhã com durante café da manhã com representantes da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT). 

Ainda segundo ele, um dos primeiros que deverão desaparecer é o Valor Econômico. “Sabe o que eu posso fazer? Chamo o presidente da Petrobrás aqui e digo: ‘Vem cá, (Roberto) Castello Branco. Você vai mostrar seu balancete este ano no jornal O Globo’”, disse. 

“Posso fazer ou não? Vinte páginas de jornais para isso (publicação de balanços).E o jornal Valor Econômico, que é da Globo, vai fechar. Não devia falar? Não devia falar, mas qual é o problema? Será que eu vou ser um presidente politicamente correto? Uai. É isso daí aqui no Brasil”, completou. 

Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta