Câmara se mobiliza em apoio à UFPEL e IFSUL

postado em: Sem categoria | 0

Primeira sessão da semana foi marcada por manifestações contra os cortes de verbas

Após uma sessão marcada por diversas manifestações de apoio à Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e ao IF-Sul que terão 30% de seus orçamentos cortados conforme determinação do Ministério da Educação, os vereadores de Pelotas decidiram que irão dedicar a manhã de quinta-feira (9) para declarar seu apoio às duas instituições de ensino com visitas oficiais às duas reitorias.

“Está na hora da comunidade se mobilizar com a mesma união e intensidade que demonstra para outros assuntos, pois o fechamento da universidade e do IF-Sul representará um colapso na cidade.

A Câmara precisa mostrar de que lado está afinal tudo é uma decisão política e precisamos dar início a uma pressão sobre o governo federal para que volte atrás em sua decisão”, defendeu o vereador Marcos Ferreira, o Marcola (PT) no pronunciamento mais incisivo da manhã.

Marcola foi, ainda, quem propôs a visita oficial de todos os 21 vereadores aos reitores. Após breve discussão todas as nove bancadas fecharam acordo e aprovaram a realização das visitas. “Vamos aproveitar os encontros para construir atividades conjuntas com as instituições de ensino como forma de aumentar o engajamento da comunidade nesta pauta essencial para Pelotas”, argumentou Marcola.

prédio ifsul - alisson (1)

VOTAÇÃO – Prevista para acontecer nesta quinta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) a votação da Mensagem 04/2019 do Executivo, que prevê pagamento de adicional para servidores integrantes do Programa Saúde da Família será adiada para a próxima semana.

O presidente da CCJ, vereador Marcola, explica que como foi apresentada uma emenda ao projeto há necessidade de se escolher um relator para analisar a proposta. Isto acontecerá nesta quarta em reunião extraordinária da CCJ.

“Após isso esse vereador tem cinco dias para dar seu parecer sobre a emenda, por isso iremos realizar a votação na outra semana”, explica. Conforme Marcola o dia 16 é a última data para votar a proposta.

DEPUTADO MARRONI VISITOU REITOR

O  deputado estadual Fernando Marroni (PT) também se manifestou publicamente solidário as reivindicações da UFPel e das mais de 60 universidades e 40 institutos federais.

“Nosso mandato está junto com a UFPel nesta luta. O reitor Pedro Hallal pode contar com todo nosso capital político para que este corte seja inviabilizado. Não podemos correr o risco da UFPel deixar de existir. A cidade de Pelotas tem que estar unida nesta jornada”.

Ainda esta semana o deputado Marroni e o reitor Pedro Hallal deverão ter novo encontro, desta vez na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre.

Fonte: Diário da Manhã

Deixe uma resposta