verde que te quero rosa ( Por Enilton Grill)

escuto cartola desde sempre… mas a verdade é que nos últimos dias, em virtude da vitória da mangueira, tenho escutado mais. outro dia, ouvindo pelo youtube «verde que te quero rosa», me deparei com o comentário abaixo.

«lamentável a cor negra ser a única que não presta. que embuste esse cartola!!!»

o cidadão referia-se a este verso:

«é negra toda tristeza se há despedida na avenida /é negra toda tristeza desta vida»

as respostas ao seu comentário, vieram em seguida:

«você não compreendeu, ele apenas associou com tristeza. não quis dizer que não presta. nunca leia uma poesia ou letra de música de forma literal. e mais, respeite essa figura extraordinária do samba, essa entidade cultural chamada cartola!»

«mano cartola eh negro tlg kkkkkkk pegue a referencia de escuridao e luz, ele ta falando de cor de pele nao donzelao»

.
.
.
.
.

é o que digo, e sempre disse, ler poesia não é o mesmo que ler dissertação. mas quem disse que o cidadão já leu dissertação? aliás, será que o cidadão sabe o que é uma dissertação?

.
,
.
.
.

disertação (substantivo feminino)

1. acto de dissertar

2.exposição escrita ou oral sobre algum ponto literário ou científico.

3. trabalho escrito que um aluno deve elaborar, apresentar e defender perante um júri para a obtenção do grau académico de mestre.

4. o aluno de mestrado deve demonstrar a habilidade em realizar estudos científicos e em seguir linhas mestras na área de formação escolhida (andrade, 2014).
.
.
.
.
.

«samuel taylor coleridge definiu certa vez o poema como sendo “aquela espécie de composição que se opõe às obras de ciência por propor, como objetivo imediato, o prazer, não a verdade”.»

josé louzeiro, in transcendência | introdução a «ópera barroca (guia erótico-poético & serpentário-lírico da cidade de são luís do maranhão)», livro de luís augusto cassas,  membro perpétuo da academia maranhense do nada & sócio honorário do instituto histórico e geográfico de coisa alguma.

.
.
.
.
.
.

não estou com isso querendo dizer que poesia é melhor ou mais importante que dissertação. penso que as duas são importantes e se complementam. poesia e história, verde que te quero rosa, é a mangueira, é a glória.

.
.
.
.
.

verde que te quero rosa (é a mangueira)
rosa que te quero verde (é a mangueira)
verde que te quero rosa (é a mangueira)
rosa que te quero verde (é a mangueira)

https://www.youtube.com/watch?v=RB28V2M0eeM
verde que te quero rosa | cartola / castelo, 1977

Fonte: Enilton Grill ( Jornalista, Escritor, Produtor e Apresentador do Programa Américas )

Deixe uma resposta