Trabalhadores rurais fecham agência da Caixa em Pelotas

postado em: Sem categoria | 0

Quem tentou ir na agência centro da Caixa Federal, em Pelotas, na manhã desta terça-feira, encontrou uma barreira diferente na porta. Trabalhadores rurais ligados à  Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (FETRAF-SUL/CUT) e à Cooperativa de Habitação da Agricultura Familiar (Cooperhaf) interromperam o acesso à agência e fizeram uma espécie de acampamento para cobrar do governo Federal a liberação de recursos para contratação de novos projetos do Programa Nacional de Habitação Rural e pagamento dos contratos já assinados pelos agricultores familiares.

Também fazem parte da pauta de reivindicações soluções para problemas que dificultam o acesso à política pública, como liberação de recursos para novas contratações de imediato, conforme demanda das entidades representativas; aumento do valor por unidade habitacional G1;   ampliação do subsídio do G2 e diminuição de taxas de juros; aumento do valor do financiamento do G2 e G3; entre outros

Dados divulgados em dezembro de 2013 pelo Ministério das Cidades e pela Fundação João Pinheiro informam que o déficit habitacional atual no Brasil é de 6.940.691 de moradias, destas, 5.885.528 na área urbana (85%) e 1.055.163 (15%) na área rural. Especificamente na Região Sul do Brasil o déficit habitacional rural é de 85.639 moradias. “Vale ressaltar que o PNHR foi uma grande política pública criada pelo governo Federal, porém, estamos reivindicando melhorias e a continuação das contratações para que mais agricultores familiares sejam beneficiados”, disse o coordenador geral da FETRAF-SUL/CUT, Rui Valença.

Além de Pelotas, aas mobilizações acontecem nos municípios de Cascavel e Ponta Grossa no Paraná, Chapecó e Criciúma em Santa Catarina e em Pelotas, Passo Fundo, Três Passos e Caxias do Sul no Rio Grande do Sul.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Pelotas

20140029120455_caixa manifestacao

Comentários estão fechados.