SIMSAPEL esclarece que não houve negociação com a Direção do SANEP

postado em: Sem categoria | 0

O Diretor do SANEP, que dizia que não negociava com grevistas, que poderia conversar, não negociar, usou de má fé quando chamou o Presidente do SIMSAPEL para uma “conversa” sobre o aumento fixo de R$200,00 e divulgou à imprensa, logo após, que havia feito uma proposta de equiparação do Nível 1 ao Salário Mínimo Nacional, 6,8% nos salários dos outros níveis e no Vale Alimentação.

 

Para entender melhor, a proposta inicial da Categoria era de aumento fixo de R$200,00 para todos os níveis salariais dos trabalhadores do SANEP. Essa proposta foi rejeitada pela administração da Autarquia, segundo eles, por problemas técnicos jurídicos. Já a  ssessoria Jurídica do Sindicato não entende da mesma forma. Mesmo assim, a Categoria entendeu que seria muito mais difícil manter essa proposta, tendo em vista a alegação da Consultoria Jurídica do SANEP e mudou a proposta para reajuste de 12,7% no salário e no Vale Alimentação.

 

Durante a primeira semana de greve, houve três debates entre o Diretor do SANEP e o Presidente do SIMSAPEL. Em um desses debates, o do Programa Contraponto da RádioCom, no dia 23/05, o Eng. Jacques Reydams referiu-se à proposta do aumento fixo desta forma:

 

”Fomos partidários, solidários nessa proposta inicial […] entendemos que isso, sim, beneficiaria justamente todo trabalhador do nível 1, 2 […] Se Sindicato vier e der, ofertar, juridicamente que isso é viável, nós somos partidários, sim, a retornar a esse primeiro pedido de negociação. […] Se tem agora alguma possibilidade, através de projeto de lei, alguma coisa, a gente pode tranquilamente analisar, ver qual é o reflexo financeiro. A gente já viu isso. Não é muita diferença. Se não me engano, é quatro milhões e pouco ao longo do, em doze meses. Praticamente que… quase que equilibra com o reajuste que a gente está fornecendo… percentuais de reajuste.”

 

Nesse sentido, o Presidente do Sindicato foi até o SANEP com o Assessor Jurídico para uma conversa com o Consultor da Autarquia e, aparentemente, o mesmo entendeu a forma apresentada para a efetivação da primeira proposta da Categoria.

 

A reunião de sexta-feira foi agendada para a continuação dessa “conversa”, que não poderia tratar de negociações e propostas oficiais, pois existe uma Comissão de Negociações do Sindicato e uma da Direção para esse fim.

 

O SIMSAPEL deixa claro que:

  • A proposta da Categoria continua sendo a de 12,7%, que foi a confirmada em assembleia no dia 09/05 e qualquer alteração só é válida se partir de outra assembleia.
  • Não houve proposta oficial, uma vez que a reunião foi para uma conversa informal sobre a proposta do aumento fixo.
  • Não tem mais “conversa”, queremos NEGOCIAÇÃO!
  • Fonte: SIMSAPEL
  • SIMSAPEL
Comentários estão fechados.