SIMP verifica más condições de trabalho na Secretaria de Saúde

postado em: Sem categoria | 0

Fonte : Sindicato dos Municipários de Pelotas

A direção do Sindicato dos Municipários esteve em visita às instalações da Secretaria Municipal de Saúde no endereço da rua Lobo da Costa, entre Baltazar Brum e Marcílio Dias, na manhã desta sexta-feira (19), com o fim de verificar condições de trabalho dos servidores do setor de faturas, quando foram constatadas diversas dificuldades enfrentadas pelos servidores.

O setor de faturas é o responsável pela verificação e revisão de todas as fichas de atendimentos produzidas pelos Agentes Comunitários de Saúde e demais profissionais que trabalham na totalidade das Unidades Básicas de Saúde, tanto zona urbana quanto rural, havendo somente duas servidoras para realizar toda a contagem e uma para o processamento de dados.

A sala na qual são executados estes trabalhos não possui refeitório, ou seja, há um espaço destinado para refeições sem haver mesa e cadeiras; o local também não possui banheiros naquele andar, havendo necessidade de deslocamento para outro andar do prédio; não possui ventilador e o condicionador de ar instalado não funciona; não há armários para adequado armazenamento do material de trabalho, ficando este sobre as mesas (pendente de verificação) e embaixo das escadas diretamente no chão e empilhado (o já verificado, como Fichas de Atendimentos de Usuários e listagem de exames que foram para laboratórios).

Além destas dificuldades, na última quinta-feira por mais de três horas os servidores tiveram de trabalhar sem energia elétrica. A direção do Simp constatou junto ao disjuntor geral de energia elétrica que havia um lacre da CEEE, de suspensão de fornecimento de energia datado daquele dia, 18 de dezembro, porém, foi verificado que o lacre havia sido rompido, suspeitando-se de ausência de pagamento por parte da Secretaria Municipal de Saúde, a exemplo do que ocorreu recentemente na Farmácia Municipal.

Conforme o vice-presidente do Simp, Tiago Botelho, a entidade vai encaminhar denúncia ao Ministério Público do Trabalho para fins das providências legais cabíveis.

33

Comentários estão fechados.