SIMP: Escola Infantil e UBS em Péssimas Condições de Trabalho

postado em: Sem categoria | 0

Fonte: SIMP

Em reuniões e visitas realizadas nos mais diversos setores e escolas do Município, a direção do Sindicato dos Municipários de Pelotas (SIMP) tem constatado diversos problemas que inviabilizam, impedem ou prejudicam o desenvolvimento das atividades educacionais.

Na Escola Municipal de Educação Infantil Albina Peres, situada provisoriamente a Av. Domingos de Almeida, nº 4.044, quase em frente à Escola de Ensino Fundamental Piratinino de Almeida, bairro Areal, foram constatadas diversas situações que prejudicam as atividades desenvolvidas pelos trabalhadores e mais especialmente as crianças atendidas no educandário.

Acontece que as instalações originais daquela escola de educação infantil ficam situadas também no bairro Areal, ao lado da Escola de Samba Estação Primeira do Areal, e encontram-se interditadas por diversos problemas estruturais que impedem o regular desenvolvimento das atividades, sendo que para tentar solucionar estes problemas a SMED alugou um prédio, onde na qual não possui a estrutura de forma ideal e adequadas.

Na visita constatou-se que não há ventilação e luz natural, que as salas são separadas por meio de divisórias, sem teto, prejudicando o desenvolvimento das atividades pedagógicas, haja vista que o som de uma sala se mistura com o das outras. O banheiro para funcionários é muito pequeno e também serve como depósito de materiais, a cozinha e o refeitório estão em ambiente único, separados somente por móveis, o que não impede o acesso das crianças a fogões e demais eletrodomésticos, colocando em risco a integridade física destas.

Além disto, não há um pátio de recreação para as crianças, pois o único existente está com mato alto e cascalho, não havendo local externo adequado para atividades físicas e recreativas.

SIMP

UBS NAVEGANTES

Na Unidade Básica de Saúde (UBS) Navegantes, situada a Rua Dona Darcy Vargas, 212, foram constatadas péssimas condições de trabalho e das instalações disponíveis aos usuários. Já no local da recepção há problemas, sendo extremamente pequeno, as paredes apresentando grandes rachaduras, umidade e os bancos são de madeira com altura mínima, causando desconforto aos usuários.

No interior do prédio, parte do teto está totalmente com várias infiltrações, tomado pelo mofo e umidade, sendo que em dias de chuva alaga todo o corredor, havendo necessidade de colocação de vários baldes e vasilhas, impedindo o trânsito normal entre os funcionários. Ainda na UBS, na sala ambulatorial para curativos, a maca está totalmente deteriorada, ou seja, o tecido que reveste a esponja está rasgado e ao longo deste corte remendado com fita adesiva durex.

O Simp estará enviando DVD com vídeos e fotos destes locais ao Ministério Público do Trabalho, requerendo providências.

SIMP2

Comentários estão fechados.