Servidores do Judiciário federal entram em greve no Rio Grande do Sul

postado em: Sem categoria | 0

Fonte: Sul21 (Jaqueline Silveira)

Foto: Alexandre Haubrich/Sintrajufe

Os servidores do Judiciário federal no Rio Grande do Sul decidiram, em assembleia na tarde desta quinta-feira (14), entrar em greve por tempo indeterminado. A categoria reivindica a negociação do reajuste salarial entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e o governo federal. A paralisação atinge funcionários das justiças do Trabalho, Federal, Eleitoral e Militar.

Coordenador de Comunicação do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Rio Grande do Sul (Sintrajufe), Ruy Almeida argumenta que os servidores estão sem reposição salarial há oito anos e que as perdas acumuladas somam quase 50%. Ele afirma que a intenção é pressionar o novo presidente do STF, Ricardo Lewandowiski, a assinar o projeto substituto que trata da reposição para ser enviado ao Congresso e, depois, a negociar com o governo federal a previsão dos recursos no Orçamento da União. “A pressão é nesses dois órgãos”, completa Almeida, referindo-se ao governo federal e ao STF.

Sobre a paralisação dos serviços, o representante do Sintrajufe informa que só nesta sexta-feira (15) será possível avaliar a adesão na Capital e no interior do Estado. A orientação do sindicato, segundo ele, é amenizar os prejuízos para a população. “A orientação e manter os serviços urgentes e essenciais para que a população sofra o menor prejuízo possível”, ressalta Almeida.

No caso da Justiça Eleitoral, há prazos estabelecidos devido à eleição de 5 de outubro, no entanto o dirigente sindical não descarta a alteração do calendário eleitoral referente a algum serviço disponibilizado no período em que os servidores estiverem paralisados. Atualmente, por exemplo, está aberto até dia 21 de agosto o prazo para a solicitação do voto em trânsito.

20140814grevejudiciario1-alexandre-haubrich1

 

Comentários estão fechados.