Prefeitura de Pelotas estuda cortar isenção da passagem de ônibus para idosos

postado em: Câmara de Vereadores, Cidade, Local | 0

Na última semana, o projeto entrou em pauta na cidade

Por Júlia Müller e Julia Vilas Boas

Na última terça-feira (26/09), durante fala na Câmara Municipal dos Vereadores, a vereadora Fernanda Miranda (PSOL) citou o projeto do executivo que planeja acabar com a isenção da passagem de idosos entre 60 e 64 anos.  A primeira vereadora eleita do PSOL em Pelotas cobrou da Prefeita Paula Mascarenhas ações e explicações a respeito do corte do auxílio. “Isso é uma decisão política”, aponta.

Comissão criada por trabalhadores e idosos com intuito de lutar contra a retirada da isenção. Imagem: TV Câmara

 

Desde 2009 até 2016, a cidade passou por um longo processo em relação ao transporte coletivo. Em 2009, o Ministério Público determinou a realização de uma licitação para as linhas de transporte coletivo urbano e rural. Em vista de que o serviço sempre funcionou por meio de uma concessão da Prefeitura a empresa de ônibus, sem obrigações definidas entre o Executivo e os empresários, foi aberto o processo de licitação. O consórcio, finalizado em 2016, é composto por seis empresas que já atuavam na área.

Fernanda Miranda anunciou a existência de um projeto, de sua autoria, que será apresentado na casa. Este visa exigir maior transparência orçamental das empresas contratadas pela Prefeitura para gerir o sistema de transporte coletivo. Assim, esclarecendo à população dados como o quanto de pessoas utilizam o transporte, receita total e o valor que é gasto com despesas. A assessoria de imprensa da vereadora afirma que a pretensão é de que até semana que vem o projeto seja protocolado. “Não dá pra esperar que um dia a empresa faça isso. Nós temos que exigir que isso aconteça”, destaca.

A base aliada do governo de Paula Mascarenhas (PSDB), defende que o projeto visa a melhoria no transporte público rural e acrescenta que o fim da isenção é necessário para que as empresas possam diminuir as passagens de ônibus que ligam a área urbana a Colônia. Como também, Fabricio Tavares (PSD) se manifestou na plenária contrário a fala da vereadora do PSOL. O vereador afirma que não é uma notícia boa o projeto que retira a isenção dos idosos, contudo, caso seja aprovado, mais de oito mil pessoas serão beneficiadas com mudanças no transporte da Colônia.

Ao longo da manhã, um grupo de trabalhadores e aposentados, que acompanham o assunto, se reuniram na Câmara Municipal. O grupo formou uma comissão que pretende realizar reuniões e lutar para que o transporte gratuito seja garantido para os idosos entre 60 e 64 anos. O chamamento para tal foi realizado através das redes sociais, encabeçado pelo presidente do Avante, antigo PT do B, Flávio Souza. Durante a reunião, os presentes fizeram falas e demonstraram total apoio a causa.

 

“Se todo poder emana do povo, vamos trabalhar pelo povo”, afirma José Blasco, 61 anos, trabalhador.

Além da população presente e que demonstra interesse através das redes sociais, a comissão conta com o apoio do vereador Marcus Cunha (PT), Fernanda Miranda (PSOL) e do ex candidato a prefeitura, Jurandir Silva (PSOL).

Comentários estão fechados.