O SUB-DITADOR A SERVIÇO DO IMPÉRIO…DE JOELHOS E DE BONÉ ( Por Álvaro Barcellos)

Tão francamente patético mostra-se o ‘presidente’ Bolsonaro em sua conduta costumeira que gera um mal-estar e contrangimentos por todos os lugares por onde anda, deixando seus rastros espalhados, facilmente identificáveis através de seu cheiro a enxofre e…ENTREGUISMO.
Bolsonaro faz do Brasil motivo de piadas no mundo todo. E curva-se estupidamente frente a Trump e ao Império. Não por acaso, chegou – no encontro de ambos – a declarar que os cidadãos estadunidenses poderiam circular livremente por todo o Brasil. Trump, todavia, alertou que por lá os brasileiros não gozariam de tais privilégios…no entanto, o presenteou com…um boné…o que o deixou inteiramente excitado e grato…

O apego de Bolsonaro aos Estados Unidos, porém, faz com que diuturnamente se curve a seus interesses em qualquer situação. Ou alguém pode supor que tenha sido ao acaso que Bolsonaro comprou (com NOSSO dinheiro) o já vendido Congresso (cuja composição é altamente conservadora e mesmo reacionariária) para ver aprovado, por exemplo, o FIM da CLT e das proteções ao Campo do TRABALHO, facilitando toda manobra, exploração e lucros astronômicos do grande CAPITAL, especialmente o Monopólio e as MULTINACIONAIS… majoritariamente de matriz estadunidense?

Nessa mesma linha, Bolsonaro pretende – e já assumiu publicamente tal intenção – REDEFINIR o que seja ESCRAVIDÃO…o que abre, concretamente, margem para que experimentemos a triste e inaceitável situação de NEO ESCRAVISMO, a que o Mundo do TRABALHO está prestes a conhecer no Brasil…tudo sob o comando dos Estados Unidos, através de seu SUB-DITADOR…

Assim, nossa desmoralização faz com que o prestígio do Brasil despenque ladeira abaixo a partir do GOLPE (que o mundo todo reconheceu e denunciou) que não apenas depôs Dilma, mas que condenou os rumos de nosso frágil processo democrático, maculando-o com o sangue da IGNORÂNCIA, do ÓDIO, da INTOLERÂNCIA, dos PRECONCEITOS e todo tipo de condição que traz em si as marcas de uma espécie particular de NAZIFASCISMO disposto a desmontar as INSTITUIÇÕES, corroendo as vísceras e as próprias bases do ESTADO brasileiro.

Bolsonaro, no entanto, se defenderia, acenando e “brindando’ o povo brasileiro, ainda anestesiado, com a seguinte “pérola”: pateticamente, no dia dedicado à ‘ independência’ – 7 de setembro – segura em suas garras a bandeira dos ESTADOS UNIDOS, a quem segue batendo continência (sim, o ex-incendiario do quartel)…dessa vez sem o boné.

Fonte: Álvaro Barcellos é Colunista o Site da RádioCom

Deixe uma resposta