Na próxima terça-feira, Leite envia projeto para desmontar o RS

postado em: Política | 3

Na próxima terça-feira (5), o governador Eduardo Leite( PSDB) usará a tribuna da Assembleia para falar da situação do Estado e anunciar seus planos. A Casa Civil já protocolou o pedido para o governador usar a prerrogativa de se apresentar ao Legislativo na primeira sessão ordinária do ano.

No mesmo dia, Leite vai protocolar a primeira proposta de emenda à Constituição, que precisa de 33 votos para ser aprovada. O governador quer retirar da Carta a exigência de plebiscito para venda ou federalização da CEEE, da Sulgás e da CRM.

Fonte: Com informações da Rádio Gaúcha

3 Respostas

  1. Ana Luísa Costa Chagas dos Santos

    Estranhíssimo querer mudar artigos da Constituição Estatual EXATAMENTE no que se refere à consulta popular, uma vez que, pelo menos em tese, os membros do Executivo e os agentes políticos seriam eleitos para representar a vontade soberana do povo. Estranhíssimo querer vender empresas lucrativas (caso da CEEE) ao se apresentar ao povo e aos agentes políticos. Na verdade, está acenando o chapéu aos empresários que o colocaram lá ao rifar serviços essenciais à população. Leite apresentou falsos balancetes da CEEE e usa a velha fórmula neoliberal em que quando se tem uma vaca combalida e com carrapatos o fazendeiro atira na vaca para solucionar o problema em vez de tratá-la. Moro em Gravataí há dois anos, cidade cuja concessão já foi vendida, e aqui a conta de luz é bem mais cara do que em Porto Alegre: em que residi por duas décadas. Além disso, ocorre, aqui, muita falta de luz em comparação às cidades atendidas pela CEEE. Isso prova que em termos de custos e, também, em relação à qualidade de serviço, a população, para além da dilapidação patrimonial, TAMBÉM, sairá perdendo.

  2. Abel Caletti

    Eu moro em Gravataí e não vejo falta de energia como fala essa outra moradora de Gravataí. Pelo contrário, bem recentemente, a RGE fez substituição de todos os postes antigos de madeira por concreto , no meu bairro, parada 79 da RS 20. Aqui, falta de energia quando ocorre, só por motivo temporais muito fortes, e a reposição é breve. Portanto, a privatização da CEEE, empresa falida, apadrinhada e administrada por ptistas de carteirinha, a longa data , se faz necessário , sim, a sua privatização.

  3. Paulo Valiente

    Sou a favor de toda e qualquer privatização dessas empresas cabides de emprego para apaniguados politicos e para os derrotados rejeitados nas urnas eleitorais. Dizer que a CEEE é lucrativa é uma piada pois não leva em conta os milhões em indenizações trabalhistas que correm por conta do tesouro!!!

Deixe uma resposta