Ministério da Saúde: a tragédia de crianças com revólver em casa

postado em: Direitos Humanos | 0

Na opinião do jornalista Gilberto Dimenstein, essa é a reportagem mais importante do dia.
É daqueles informações que deveriam ser disseminadas por todo o Brasil.

É uma investigação da Folha, com dados oficiais, mostrando: a cada três dias uma criança de até 14 anos entra em um hospital do Brasil devido a um acidente doméstico com arma de fogo.

Número levantados pela Folha no Ministério da Saúde: 2015 e 2018, foram 518 internações na faixa etária de até 14 anos.

Se já está assim, imagine o que vai acontecer com a decisão do presidente Jair Bolsonaro em facilitar a posse de armas.

O que mais impressiona é um gráfico sobre como caíram as mortes depois que a lei restringiu a posse de armas, em 2003.

Trecho da reportagem da Folha:

Para a gerente executiva da ONG Criança Segura, Gabriela Freitas, o decreto vai aumentar o número de ocorrências do tipo, que poderiam ser evitáveis.
Ela cita o caso dos EUA. Estudos no país mostram que a presença de uma arma em casa está relacionada a um maior risco de morte acidental e de suicídio.

Fonte: Catraca Livre / Com informações da Folha de SP.

Deixe uma resposta