me declaro culpado (Por Enilton Grill)

há quem diga que essa história de desobediência civil e revolução, não tá com nada… já era. «não tá com nada» pode ser que sim, «já era» penso que não. por quê? porque aqui no brasil, salvo uma ou outra exceção — vide a balaiada no maranhão, por exemplo — isso jamais aconteceu. portanto, não se pode dizer «já era» para uma coisa que nunca foi.

tem quem defenda o diálogo olho no olho, para dissuadir antipetistas bolsonaristas de seu aparente estado de catatonismo. eu também. por isso, fui a campo — como, aliás, já havia ido antes.

depois de 100 dias de (des)governo bolsonaro, será que algum antipetista bolsonarista mudou de ideia e/ou mudou de opinião? quer dizer: será que os 100 dias de um idiota no poder foram suficientes para que antipetistas bolsonaristas chegassem à conclusão de que se era ruim com o pt, é pior sem o pt? sei não, mas penso que não.

aqui onde moro o que mais tem é antipetista bolsonarista. eles até concordam que o brasil vai de mal a pior. mas quando eu pergunto o porquê, todos, sem exceção, dizem que a culpa é do pt.

então eu insisto, procuro mostrar como as coisas eram e como elas estão, mas não adianta, não tem o que eu diga que faça com que eles mudem de opinião.

chego à conclusão, então, que a culpa é minha. ou seja: tenho muita vontade, mas me falta poder de persuasão.

Fonte: Enilton Grill – Colunista RádioCom

Deixe uma resposta