lula (em dois ou mais tempos) por enilton grill

postado em: Artigos | 0

em 2003, quando lula tomou posse como presidente do brasil, o américas — programa produzido e apresentado por mim — ia ao ar todos os domingos aqui na rádiocom. hoje, muitos janeiros depois, enquanto eu estou aqui, escrevendo este texto, lula está preso. na verdade, em relação ao texto, não é bem assim, ele vem sendo escrito há mais tempo e eu vou dividi-lo em dois ou mais tempos.
.

.

.

primeiro tempo
dos que se arvoram em acusar o ex-presidente lula, no caso do apartamento triplex, quantos têm pleno conhecimento de causa para tanto?partindo do princípio de que a esmagadora maioria dos brasileiros não tem acesso direto aos autos das denúncias levantadas contra lula, em que e em quem se baseiam para dizerem o que estão dizendo e julgar como estão julgando? acho que não precisa nem responder, né? da faculdade de direito só conheço (conhecia, não conheço mais) a boate do direito. não sou, nem nunca quis ser advogado. o que não me impede de dizer que, até prova em contrário, lula é inocente – e no caso supracitado – vítima de uma campanha inescrupulosa e difamatória, por parte da grande mídia, visando as eleições presidenciais de 2018.não precisa ser sumidade em coisa alguma para dizer o que estou dizendo, basta enxergar um palmo diante do nariz e ter um mínimo de conhecimento das coisas, sendo as coisas como as coisas são.que as pessoas que não têm acesso à educação, e a mais de um meio de informação (que não seja a rede globo de televisão), não percebam e não vejam, não me admira, é compreensível. me admira mesmo são os demais, os outros, os que têm tudo para enxergar e não conseguem ver. e ainda tem os outros, os que não “querem” ver.esses, coitados, são dignos de pena: têm lado e não têm coragem de dizer.

repecho, verão de 2016

.

.

.

em tempo:

1. não, não sou petista. deixei de ser quando o pt deixou de ser pt – pt pra valer.
2. não, não sou lulista. deixei de ser quando lula virou “lulinha paz e amor” para chegar ao “poder”.
3. não sei o que vai acontecer, ninguém sabe. mas não tenho medo de dizer, se não aparecer ninguém melhor que ele, mais à esquerda dele, mais comprometido com os movimentos sociais do que ele, meu voto, em 2018, no segundo turno, será, de novo, e mais uma vez, lula lá! quem viver, verá.

________________________________________
segundo tempo

hoje, 30 de janeiro de 2019, todos sabemos o que aconteceu. lula foi impedido de se candidatar e um idiota, através de uma eleição fraudulenta, foi eleito presidente do brasil. mas como diz o ditado, desgraça pouca é bobagem… em meio a isso, morreu o irmão mais velho de lula — e o ex-presidente que, por estar injustamente preso, havia sido proibido de se candidatar, foi proibido também de dar adeus ao seu irmão
.

.

.

lula é eterno, é livre, e eles não
lula foi impedido de ir ao funeral do irmão, seu irmão mais velho, com quem ele tinha uma enorme identificação. lula não é um preso comum. lula é um preso diferenciado e isolado. a prisão e a condenação de lula foram políticas. lula é um preso político. lula é uma ameaça para os que aí estão, os que tomaram o país de assalto, os que rasgaram a constituição. se nada de novo ou de diferente acontecer, é triste e doloroso dizer, mas lula — o líder operário, o melhor presidente que o país já teve — vai morrer na prisão. os canalhas não o suportam, morrem de inveja dele. por quê? porque lula é eterno, é livre, e eles não.

repecho, 30 de janeiro de 2019

Por: Enilton Grill

Deixe uma resposta