Indígenas da tribo Qom e camponeses de Chaco protestam em Buenos Aires

postado em: Sem categoria | 0

Uma importante delegação da etnia Qom e camponeses da zona de Pampa Del Indio, no estado de Chaco, estão há vários dias acampados na Praça de Maio, em Buenos Aires e exigem ser recebidos pelo Ministro da Presidência e ex-governador do estado, Jorge Capitanich.

Os campesinos reclamam pelo não comprimento de suas demandas como trabalho, acesso a terra e a água potável prometidas por Capitanich e mais recentemente pelo atual governador Juan Carlos Ivanoff.

Em fevereiro, uma marcha de campesinos e indígenas foi duramente reprimida pela polícia e deixou vários feridos. Posteriormente, dezenas de movimentos se solidarizaram aos indígenas agredidos e chegou até a capital do estado, Resistência, onde também houve sérios confrontos.

O governador, acusado de práticas fascistas contra os povos indígenas, segue empenhado a não cumprir as demandas e ameaça seguir com a perseguição aos movimentos e respondeu as acusações de violência dizendo que “quer um país ordeiro e não delinquentes que vivam da necessidade das pessoas”.

Além disso, reiterou as ameaças na Praça de Maio, onde apontava para os camponeses num gesto que significava “quero a cabeça de todos estes que estão protestando em Buenos Aires”.

Fonte: Resumen LatinoamericanoAcampamentoBuenosAires_ResumenLatinoAmericano

Comentários estão fechados.