Greve dos rodoviários chega ao fim após 13 dias

postado em: Sem categoria | 0

Fonte : Assessoria ADUFPel

Os rodoviários de Pelotas indicaram greve após a realização de três assembleias, nas quais, não houve acordo com os empresários.

A greve, que durou 13 dias, tornou-se um marco histórico no município, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, Éder Blank. “Em mais de 30 anos, nunca aconteceu uma greve tão longa no transporte rodoviário quanto essa”, afirmou.

A avaliação dos trabalhadores é positiva. Em maioria, aceitaram o acordo proposto de 6,35% de reajuste no salário – equivalente à inflação do período – e 29% de aumento no vale-alimentação, além do 13° vale. Aqueles que aderiram aos primeiros cinco dias de greve (26 a 30 de novembro) serão descontados. Já os outros oito dias de dezembro serão trocados por folgas, negociadas ao longo de 2015.

Durante a greve, a frota funcionou parcialmente, aumentando nos horários de pico. O prefeito Eduardo Leite chegou a autorizar um “transporte alternativo” com custo da passagem a R$ 3,50. Mesmo assim, a população fez críticas ao movimento. Historicamente, a falta de apoio às greves enfraquece a luta dos trabalhadores. Para Blank, “esses transtornos têm em todas as greves. Vereadores da situação ficam contra nós, prefeito fica contra nós, mas a população também critica a prefeitura por não resolver a situação dos trabalhadores”.

Na manhã desta terça-feira (09/12), o transporte voltou a funcionar regularmente e o valor da passagem continua sendo R$ 2,75.

54874a5a1b73a

Comentários estão fechados.