Feminismo tem mais apoio de homens do que de mulheres, diz Datafolha

Uma visão estereotipada do feminismo provocou um dado curioso – e à primeira vista contraditório – na sociedade brasileira. Segundo pesquisa Datafolha, há maior apoio ao feminismo por parte dos homens do que pelas mulheres. Leia aqui a íntegra.

Para 48% deles, o feminismo traz mais benefícios que prejuízos às mulheres. Já entre as mulheres, há empate técnico: 43% dizem que há mais benefícios e 41%, mais prejuízos.

Há uma diferença considerável também entre a parcela de homens que apoiam o feminismo e a de mulheres que se consideram feministas: os homens são maioria (52%), enquanto elas, minoria (39%).

No entanto, independentemente da afinidade com o feminismo, mais de dois terços do total concordam com teses feministas, como a de que é preciso ter mais mulheres na política e da ideia de que mulheres devem se dedicar só à casa e aos filhos.

“A palavra vem carregada de estereótipos, e o avanço do conservadorismo cria barreiras para que as pessoas se reconheçam como feministas”, analisa Marina Ganzarolli, presidente da comissão de diversidade sexual da OAB-SP.

A pesquisa ouviu 2.086 brasileiros com 16 anos ou mais (1.095 mulheres e 991 homens), em 130 municípios de todo o país, nos dias 2 e 3 de abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: Brasil 247

Deixe uma resposta