Empresa que regula saúde pública deixa Pelotas com dividas trabalhistas

postado em: Sem categoria | 0

Fonte : Sindicato dos Bancários de Pelotas

A empresa GSH, contratada pela Prefeitura para gerenciar o sistema de regulação da saúde pública, por meio do software Aghos, com um custo mensal de R$ 70 mil, está encerrando as atividades com dívidas trabalhistas e uma greve de funcionários. Cerca de cinco operadores do sistema mantém a marcação de consultas e as internações no Pronto Socorro e hospitais em funcionamento.

As denúncias foram feitas pelo vereador Ricardo Santos (PDT), na tribuna da Câmara. Para atuar no lugar da empresa, o prefeito encaminhou e o Legislativo já aprovou, projeto de lei para a criação de cargos e vagas de técnico em informática, videofonista/auxiliar de regulação e médico.

“Isso tudo é resultado das investigações da CPI da Saúde que realizamos nesta Casa”, afirmou Ricardo Santos, “que agora o prefeito está enxergando”, completou.

20142324101212_saude

Comentários estão fechados.