Docente da UCPel debate questão penitenciária na Argentina

postado em: Sem categoria | 0

O Programa de Pós-Graduação em Política Social e Direitos Humanos da Universidade Católica de Pelotas (PPGPSDH/UCPel) irá participar, através do professor Luiz Antônio Bogo Chies, da 5ª Reunião Anual da Rede Conesul de Investigação Penitenciária. O encontro será realizado no dia 10 de agosto, em Buenos Aires, na Argentina.

Composta por quatro instituições de ensino superior, sendo duas brasileiras, uma uruguaia e uma argentina, a rede foi criada em 2015 com o objetivo de estreitar relações e desenvolver estudos em parceria. Além disso, a ideia do grupo é promover intercâmbios, possibilitando aos acadêmicos que estudam a questão penitenciária desses locais uma visão mais próxima da realidade.

De acordo com Chies, que é coordenador do Grupo Interdisciplinar de Estudos Criminais-Penitenciários (GITEP) da UCPel, além de acertar os meios de formalizar o convênio entre as instituições, os participantes irão discutir possibilidades de pesquisa em comum. Até então, os estudos realizados pelos membros da rede tratavam de assuntos diversos, dentro do tema penitenciário, conforme a realidade local do pesquisador. 

Outra prioridade da reunião será dar seguimento a pesquisa que fala de mortes sob custódia prisional – primeira realizada em parceria entre os professores. Segundo o docente, a ideia é aprofundar o tema e lançar um livro abordando aspectos que não foram contemplados nesse primeiro momento. “Apresentamos o mesmo assunto a partir de três perspectivas diferentes: brasileira, uruguaia e argentina. Dessa forma, conseguimos olhar as diferenças e, quem sabe, buscar alternativas em comum”, explica.

Publicação

A parte brasileira do estudo, produzida por Chies e pelo professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Bruno Rotta Almeida, foi publicada recentemente na Revista de Ciências Sociais da Universidad de La Republica, no Uruguai. Além desse, a parceria já rendeu outros frutos. Em 2016, a revista Sociedade em Debate, do PPGPSDH, fez uma edição temática sobre o tema no contexto latino americano. Da mesma forma, o periódico da Faculdade de Direito da UFPel deu visibilidade ao trabalho realizado pelos pesquisadores.

A Rede Conesul de Investigação Penitenciária é composta, atualmente, pela UCPel e UFPel representando o Brasil; Universidad de La República, representando o Uruguai; e Universidad de Buenos Aires, pela Argentina. De acordo com o professor, a previsão é de que na reunião seja formalizada a entrada das Universidades Nacional de Rosário e Nacional Del Litoral, também pela Argentina.

Fonte: UCPel

Deixe uma resposta