CREAS promove 2º Concurso de Histórias em Quadrinhos sobre violência sexual

postado em: Sem categoria | 0

Intitulado “18 de maio”, em alusão ao tema do Dia nacional de enfrentamento à violência sexual, o concurso alerta e discute a temática da violência sexual, na busca por estimular as crianças a desenvolverem a percepção sobre os tipos de violações dos seus direitos e a influência de abuso sobre suas vidas. As inscrições vão até o dia 26 de Junho.

 

 

Com o objetivo de fortalecer as ações de enfrentamento à problemática da violência sexual de crianças e adolescentes, através da discussão do tema em escolas municipais para a informação aos estudantes sobre os seus direitos, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) do município do Capão do Leão, através da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social do Município, promove o 2º Concurso de Histórias em Quadrinhos: 18 de maio – Dia nacional de enfrentamento à violência sexual de crianças e adolescentes. A data escolhida para dar nome ao concurso remete a uma triste lembrança de toda a sociedade brasileira sobre a história da menina Araci Sanches, seqüestrada com 8 anos de idade, em 18 de maio de 1973, vitima de fortes violências sexuais por uma família tradicional do Espírito Santo.  A data busca alertar a memória sobre o tema, conscientizando a responsabilidade da sociedade em informar crianças e adolescentes a garantirem seus direitos. O concurso, que chega em sua segunda edição, é direcionado a crianças e adolescentes residentes no município do Capão do Leão, com idade entre 8 e 12 anos. As inscrições  foram prorrogadas até o dia 26 de junho .

 

De acordo com a artista plástica e integrante do CREAS Camila Hein, a ideia do projeto é incentivar a busca por direitos das próprias crianças e adolescentes: “Se eles têm a informação, podem saber como defender-se, ou mesmo procurar ajuda”, declarou. Camila lembra que a atividade arte-educativa ocorreu em sua primeira edição no ano passado e contou com a participação de 36 crianças de 5 escolas municipais.

Para as professoras que participaram do concurso, os alunos foram receptivos ao tema, apesar da dificuldade que o mesmo sugere. De acordo com depoimentos, o concurso, inclusive, motivou as crianças a denunciarem dramas familiares pelos quais estavam passando no momento. Das histórias em quadrinhos do concurso passado, foram confeccionadas duas lonas com as histórias dos vencedores do concurso. O material foi apresentado pelas integrantes do CREAS  na ABRAPSO (Encontro nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social) no final do ano passado  e  neste ano está sendo encaminhado para as escolas para que os participantes possam ver seus trabalhos e os demais serem incentivados a participar neste ano.

 

O tema do abuso sexual é muito pouco debatido em nossa sociedade, e é, ainda um tabu. Para Camila, que também é responsável pelas oficinas terapêuticas de arte e também pelas campanhas e eventos que o CREAS realiza, com a abordagem do tema pela escola, as crianças levam o assunto para as suas casas, conversam com seus amigos e podem saber que certa situação que passam não é cotidiana, “como por exemplo alguém ficar espiando uma criança trocar de roupas ou mostrar fotos de pessoas nuas ou mesmo oferecer doces para sentarem-se no colo e outras tantas situações violentas,” destacou.
Premiando o primeiro lugar e demais participantes do concurso, o edital prevê a participação de todos aqueles que residirem no município e estiverem entre  8 e 12 anos. Os três realizadores das histórias em quadrinhos consideradas as melhores, de acordo com os critérios de avaliação, ganharão 1 tablete (1° lugar), 1 bicicleta (2° lugar) e um 1 kit de desenho (3° lugar), as inscrições serão realizadas diretamente no CREAS no horário das 8 às 13 h.

Maiores informações diretamente no CREAS, ou pelo telefone (53) 32711778, ou ainda no face do serviço: https://www.facebook.com/creas.capaodoleao

unnamed-3

Comentários estão fechados.