CPERS conquista mais vitórias através do diálogo e da negociação

postado em: Sem categoria | 0

Fonte : CPERS

A Direção Central do CPERS obteve, hoje pela manhã, a resposta de uma solicitação feita ao governo do Estado desde o início desse ano: a continuidade das nomeações dos professores aprovados no último concurso. Em reunião com o secretário de Educação Vieira da Cunha e com o chefe da Casa Civil, Marcio Biolchi, foi garantido que serão nomeados 540 professores. Vieira também confirmou a realização de 370 contratos emergenciais onde não houver Banco de espera de concursados, tentando, inclusive, tornar ato sem efeito as exonerações realizadas no final de 2014, conforme a necessidade das escolas.

A presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, considerou o resultado da reunião como mais um avanço que é fruto da postura da direção atual. “Essa é mais uma vitória do diálogo e da negociação, que sempre priorizamos. O governo recuou do Decreto devido a nossa insistência em conversar e negociar. Vamos continuar apontando as necessidades da nossa categoria. Queremos, por exemplo, que as nomeações, tanto de professores quanto de funcionários, tenham continuidade durante o decorrer do ano, e não apenas em casos emergenciais ”, observou.

Durante a reunião, Helenir solicitou esclarecimentos quanto ao pagamento dos professores que foram exonerados no final de 2014. Vieira garantiu que todos os direitos estão sendo pagos e que, neste mês, terão continuidade.

Outra importante conquista do Sindicato foi a confirmação de que a efetivação do Programa ProFuncionário começará a ser discutida a partir de amanhã. “Nesta terça-feira, teremos a primeira reunião com representantes do MEC e da Seduc para avançarmos nessa importante pauta para os funcionários de escola. Só através da capacitação do ProFuncionário eles poderão reivindicar um Piso Salarial Nacional”, destacou.

Da pré-pauta entregue ao governo, no último dia 20, três solicitações ainda estão pendentes: o pagamento do Piso Salarial Nacional do Magistério, no Plano de Carreira (reajuste de 13,01% mais 34,67% que ficou do governo anterior), a garantia de um atendimento de qualidade pelo IPE e o fim do estorno do vale-refeição.

A Direção Central do CPERS solicitou que ainda essa semana o governo entregue, por escrito, a resposta da pauta que avançou e da que ainda está aguardando resposta. “Cientes da nossa responsabilidade com a categoria, nos manteremos atentos quanto a efetivação das nossas solicitações. Buscaremos sempre o merecido reconhecimento e a valorização dos nossos professores e funcionários de escola”, afirmou Helenir.

IMG_0292-708x350

Comentários estão fechados.