Corte de 30% no orçamento das universidades Federais pode levar ao fechamento da UFPel em setembro.

postado em: Sem categoria | 0

No início da noite da última quinta-feira (02), o Centro Acadêmico Florestan Fernandes, do curso de Ciências Sociais da UFPel, publicou em sua página no facebook uma nota oficial onde o Reitor da Universidade Federal de Pelotas, Pedro Rodrigues Curi Hallal, posiciona-se quanto ao anúncio do corte de 30% das verbas para as Universidade Federais para se segundo semestre. Segundo o Reitor, caso a medida seja cumprida a UFPel fecha as portas em Setembro deste ano, pois não há uma margem orçamentária que sustente o corte.

Após anunciar o corte de verbas na UnB, UFBA e UFF, o Ministério da Educação declarou, na última terça-feira (30), que a medida valerá para todas as Universidade Federais do país. Caso seja confirmada, diversos setores dentro das universidades serão atingidos. Dentre estes estão serviços básicos como o pagamento da conta de energia, serviços terceirizados como os restaurantes universitários, transporte, limpeza e manutenção, segurança, entre outros. Também serão afetadas as bolsas de pesquisa, ensino e extensão.

Além da UFPel, o reitor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), também  anunciou o fechamento da instituição, no mesmo mês, se confirmado o corte de 30%. A Associação Nacional dos Docentes de Ensino Superior (ANDES) publicou uma nota de repúdio à medida. 

Manifestações em defesa da educação estão marcadas por todo o país, durante este mês de maio. No dia 15 deste mês ocorrerá uma paralisação nacional pela educação, neste dia um ato de protesto está marcado no Mercado Público de Pelotas, a partir das 14h30. 

Confira a Nota de reitor na integra em: https://www.facebook.com/CAFFUFPEL/

Fonte: ANDES-SN

Foto: Divulgação / UFPel 


Deixe uma resposta