Convite à reflexão – Sínodo da Amazônia

postado em: Sem categoria | 0

Acontecerá no mês de outubro o primeiro Sínodo Pan-amazônico, convocado pelo papa Francisco terá como tema: “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”.

Para início de conversa, é preciso esclarecer o que é um Sínodo e qual a inspiração para convocá-lo, extraímos do site da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) a definição etimológica e prática de Sínodo:

Resgatando o sentido etimológico da palavra “sínodo”, chega-se aos termos gregos syn (que significa “juntos”) e hodos (que significa “caminho”), numa junção que expressa a ideia de “caminhar juntos”. A reunião desta instituição permanente da Igreja consiste em um encontro religioso ou assembleia na qual alguns bispos, reunidos com o papa, têm a oportunidade de trocarem informações e compartilhar experiências. O objetivo comum destas reuniões é buscar soluções pastorais que tenham aplicação universal. A Santa Sé define o Sínodo, em termos gerais, como uma assembleia de bispos que representa o episcopado católico e tem como tarefa ajudar o Papa no governo da Igreja universal dando-lhe seu conselho.

O Sínodo Pan-amazônico

Agora que já temos claro o significado amplo de Sínodo, nos dediquemos a compreender as motivações que levaram a convocação da edição Pan-amazônica.

A inspiração para o Sínodo Pan-amazônico surgiu ainda 2018 durante o encontro do Papa com povos indígenas em sua visita ao Perú, onde foram ressaltadas nas palavras do papa a importância e riqueza da cultura e dos saberes desses povos, bem como sua diversidade. O papa também frisou a necessidade de preservar tal riqueza presente nos povos indígenas que vivem na pan-amazônia, e ainda, o dever de preservá-los da ganância dos que visão apenas a exploração econômica desses territórios.

Sendo assim foram definidas as quatro principais motivações deste sínodo:

CONHECER a riqueza do bioma, os saberes e a diversidade dos Povos da Amazônia, especialmente dos povos Indígenas, suas lutas por uma ecologia integral, seus sonhos e esperanças.

RECONHECER as lutas e resistências dos Povos da Amazônia que enfrentam mais de 500 anos de colonização e de projetos desenvolvimentistas pautados na exploração desmedida e na destruição da floresta e dos recursos naturais;

CONVIVER com a Amazônia, com o modo de ser de seus povos, com seus recursos de uso coletivo compartilhados num modo de vida não capitalista adotado e assimilado milenarmente.

DEFENDER a Amazônia, seu bioma e seus povos ameaçados em seus territórios, injustiçados, expulsos de suas terras, torturados e assassinados nos conflitos agrários e socioambientais, humilhados pelos poderosos do agronegócio e dos grandes projetos econômicos desenvolvimentistas. *(extraído do site da CNBB)

Nesse sentido o sínodo tem como seu principal objetivo refletir e discutir os aspectos particulares da cultura, das relações sociais e religiosidade dos povos pan-amazônicos, a fim de, pensar a Evangelização neste ambiente de diversidade, de comunidades urbanas e rurais.

Fonte: UCPel

Deixe uma resposta