CONSTITUIÇÃO em TEMPOS SINISTROS ( Por Álvaro Barcellos)

Nos tempos da terrível onda NAZISTA na Alemanha do fim dos anos 30 do século passado, os desdobramentos dos discursos e da prática DESUMANIZANTES de Hitler fez muita gente arrepiar…mas havia aqueles que relativizavam a questão, afirmando que ele não poderia passar dos limites impostos pelo texto constitucional.

Ora, as coisas foram tomando rumos incontroláveis…e o que era DISCURSO DE ÓDIO passou a ser PRÁTICA DE CRIMES DE ÓDIO…e a constituição foi sendo deixada de lado, bem ao gosto desses regimes TOTALITARISTAS.
Por aqui, desde o GOLPE contra nossa frágil democracia, e que derrubou Dilma sem que houvesse prática de Crime Administrativo – e portanto ao arrepio da Constituição – o golpista Temer passou a tocar as coisas de modo totalmente irresponsável, RASGANDO Direitos e Proteções históricas, “governando” todo tempo CONTRA os interesses do POVO TRABALHADOR.

Com isso, abriu as portas para o FIM da CLT, criando bases para o NEO ESCRAVISMO, inviabilizando ASSOCIAÇÕES e SINDICATOS, e apontando para o FIM da Justiça do Trabalho…ou seja, estas, entre outras tantas medidas INVARIAVELMENTE ANTIPOVO eram todas medidas que DESRESPEITAVAM por completo a CONSTITUIÇÃO.

O “governo” Bolsonaro aprofunda o Império da Maldade, e continua elogiando TORTURAS e MORTES – recriando bases para um Estado ASSASSINO – e inclusive indicando MILITARES para a linha de frente da COMISSÃO DA VERDADE, que busca investigar os crimes, torturas, perseguições, desaparecimentos e mortes do Regime MILITAR.

Como não bastasse, Bolsonaro pretende instaurar a Pena de Morte – que somente recairia sobre os POBRES, claro…
Se juntarmos tudo isso à agonia da esfera ECONÔMICA do país, começaremos a entender os índices ALARMANTES de DESEMPREGO e a QUEBRADEIRA de inúmeras Empresas… gerando outro Colapso…
Não é por acaso que já começam a rolar rumores acerca do IMPEACHMENT de Bolsonaro… porque a VIDA se encarrega de mandar a CONTA!!

Fonte: Álvaro Barcellos é colunista do Site da RádioCom

Deixe uma resposta