CONGRESSO SOBRE DIREITOS HUMANOS EM SEVILHA TERÁ DILMA ROUSSEFF

postado em: Direitos Humanos | 1

 

 

Dilma Rousseff, Baltazar Garzón, Pilar Del Rio, Wilson Ramos Filho (o Xixo). Nos próximos dias 15, 16 e 17 de janeiro será realizado em Sevilha, na Espanha, o seminário “¿La era del humanismo está llegando a su fin?”. O evento, realizado por um conjunto de instituições, entre elas o Instituto Declatra, levará especialistas de diversos países para debater o 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Entre os palestrantes já confirmados estão a ex-presidenta Dilma Rousseff, professores de universidades brasileiras e estrangeiras, o diretor do Instituto Declatra, Ricardo Nunes de Mendonça e o presidente do instituto, Wilson Ramos Filho, o Xixo.

Os temas a serem abordados durante os três dias do evento irão lidar diretamente com a universalização dos direitos humanos, os direitos humanos e a resistência ao neoliberalismo e a instrumentalização do discurso.

A Unesco, a Fundação José Saramago, a Universidade Internacional de Andalucia e o Instituto Joaquín Herrera Flores, a exemplo do Instituto Declatra e outras instituições, apoiam a realização do Seminário.

O Seminário congrega professores, catedráticos de universidades europeias e latino-americanas, juristas, sociólogos, economistas e antropólogos em Sevilha, Espanha, para refletir sobre os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A revista Fórum deu destaque ao evento: 

“‘A era do Humanismo está chegando ao seu fim?’. A partir deste questionamento do filósofo camaronês Achille Mbembe, intelectuais e pensadores latino-americanos e europeus se reunirão em Sevilha, na Espanha, para debater os direitos humanos. O seminário ‘¿La era del Humanismo está llegando a su fin?’ será realizado nos próximos dias 15, 16 e 17 de janeiro.”

“O mundo inteiro, nos países com institucionalidade mais estabelecida, percebe o que está acontecendo no Brasil. É impressionante para quem está fora do país ver a quantidade de artigos e análises em cada um dos jornais sobre o que se passa no Brasil. A articulação de setores de direita que se estabeleceu tem deixado a mídia internacional apreensiva quanto à eventual implantação de políticas fascistas pelo governo de direita no Brasil”, analisa Wilson Ramos Filho, o Xixo, advogado, professor e presidente do Instituto Defesa Classe Trabalhadora (Declatra). Ele será mediador de uma das mesas de debates.

Para Xixo, o seminário foi pensado para discutir a questão dos direitos humanos em termos gerais. “Não só aqueles direitos considerados de primeira geração, como civis e políticos, mas, fundamentalmente, os direitos de segunda e terceira gerações, ou seja, econômicos, sociais e também os direitos das coletividades. Desde o governo Temer, vários desses direitos têm sido atacados, como por exemplo com a reforma trabalhista. E agora, com a posse do novo governo, vemos populações marginalizadas sendo alvo de ataques violentos por parte da direita, sejam as populações LGBTI, sejam as indígenas ou de maioria negra. O mundo todo está preocupado com isso”, entende.

Uma resposta

  1. Rosa Alice R Amaro

    Muito bom, justo quando se relembra os cem anos da morte, por assassinato, de Rosa Luxemburgo.

Deixe uma resposta