Aumento abusivo do IPTU revolta população de Pelotas

postado em: Sem categoria | 0

Fonte : Sindicato dos Bancários de Pelotas

Uma das principais promessas do então candidato a prefeito de Pelotas, Eduardo Leite, era a de que não aumentaria os impostos.  No entanto, o atual prefeito presenteou seus eleitores neste final de ano com um dos maiores reajustes de IPTU das últimas décadas, chegando em alguns casos a mais de mil por cento.

A revolta entre os contribuintes é generalizada e já causa mal estar entre os próprios vereadores que aprovaram o tarifaço (veja abaixo quem votou a favor). Se deram conta do alto preço político que vão pagar por conta da aprovação do reajuste. Segundo o vereador Ivan Duarte, que votou contra o projeto, a prefeitura não se estruturou para corrigir eventuais desigualdades. “A prefeitura dividiu a cidade em grandes quadras em que convivem mansões e casebres pequenos”, disse ele, citando como exemplo um terreno no qual o proprietário pagava R$ 70,00 por ano, passou a pagar 3 mil. “O salario desse proprietário não chega a um terço do valor do IPTU novo. Antes de enviar o projeto do iptu para câmara. Nunca teve tanto secretario na câmara, fazendo reunião”.

Já existe, em Pelotas uma mobilização através das redes sociais para protestar contra o aumento.  O evento no Facebook, intitulado “Protesto contra o IPTU abusivo de Pelotas, afirma que a câmara de vereadores, que desde o início do mandato de Leite foi maioria oposição, aprovou o projeto, “supostamente, em troca de cargos políticos. Por 13 votos a 8 foi aprovado o IPTU 2015, tão necessário para o andamento da máquina pública mas, a tramitação não deixou de ser traumática em função de algumas grandes isenções que interessavam muito o prefeito, talvez por sua origem ruralista ou pela influência negativa de certos secretários”

Os contribuinte também reclamam que, enquanto o povo paga, a Câmara de dirigentes lojistas (CDL), Associação rural, Associação Comercial e Dunas Clube saem isentos. Por isso, solicitamos a anulação e reapresentação – com trâmite normal condizente a sua importância e com participação da população – desta lei que coloca em risco o futuro de Pelotas.

Além dos protestos que se espalham nas redes sociais da internet, foi criada uma petição para reverter o aumento, e já recebeu mais de 2 mil assinaturas. Para assinar, acesse: https://secure.avaaz.org/po/petition/Prefeitura_de_Pelotas_Refacam_o_projeto_de_aumento_do_IPTU_de_Pelotas/?nychOib

Veja os vereadores que votaram a favor do tarifaço do IPTU: Anderson Garcia (PTB), Antonio Peres (PSB), Edmar Campos – Gaúcho (DEM), Idemar Barz (PTB), Luis Henrique Viana (PSDB), Marcus Cunha (PDT), Professor Adinho (PPS), Rafael Amaral (PP), Roger Ney (PP), Salvador Ribeiro (PMDB), Vicente Amaral (PSDB), Vitor Paladini (PSB) e Waldomiro Lima (PRB).

20142419111245_IPTU

 

Comentários estão fechados.