ADUFPel aguarda resposta da Reitoria sobre a suspensão do calendário acadêmico

postado em: Sem categoria | 0

Fonte :Assessoria ADUFPel 

A suspensão do calendário acadêmico da UFPel foi tema de discussão no mês de agosto. Com a intensificação da greve dos Técnico-Administrativos em Educação (TAE), os docentes questionaram o início do semestre letivo por não haver condições para a realização das atividades acadêmicas.

No dia 10 de agosto, a ADUFPel protocolou, junto ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cocepe), ao Conselho Universitário (Consun) e a Reitoria, segundo decisão da Assembleia Geral (AG) realizada no mesmo dia, uma solicitação para suspensão do calendário acadêmico, devido aos inúmeros prejuízos decorrentes da situação em que se encontra a UFPel em função, principalmente, dos “calendários paralelos” que estão se concretizando, no decorrer do semestre 2015/2, da maneira como está sendo implementado.

A Reitoria respondeu no dia 13 de agosto, comunicando que estava encaminhando a questão ao Cocepe para apreciação, conforme determinação do Regimento Geral da Universidade. O Conselho, por sua vez, não encaminhou nenhuma resposta à ADUFPel, que esta semana tomou conhecimento de um memorando enviado aos diretores das unidades acadêmicas e coordenadores de colegiado, no dia 20, comunicando os docentes de que não devem ministrar as disciplinas relativas ao 1° semestre até que haja uma decisão sobre a chamada oral do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ainda, segundo o documento, uma próxima reunião, com data não informada, tratará do assunto.

A Diretoria da ADUFPel continua à espera de uma resposta, pois entende que este documento não esclarece os anseios da comunidade acadêmica. “O Conselho, assim como a administração central, está sendo omisso, deixando a questão para ser tratada sempre em uma próxima reunião, como se o problema não estivesse acontecendo desde o início do semestre, transformando-se em uma bola de neve. Professores e estudantes precisam de uma definição o quanto antes, que não pode mais ser adiada”, afirma a professora Daniela Hoffmann.

Entenda

A decisão de dar início ao calendário, referente ao segundo semestre letivo da UFPel, foi definida em reunião realizada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cocepe), com a Reitoria e o Diretório Central dos Estudantes (DCE). Questionado por representantes da ADUFPel, em audiência no dia 6, o reitor Mauro Del Pino, informou que o início das aulas seria mantido para o dia 10 de agosto e que o calendário seria dividido em dois, já que a chamada oral para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) só seria realizada ao fim da greve dos TAE.

5446bf747e08a

Comentários estão fechados.