Sobre a RadioCOM

A Radiocom foi construída e desenvolve-se à partir das vivências de cada um dos seus “co-arquitetos”.
São sindicalistas, trabalhadores, artistas, pessoas que se dedicam à causa da luta pelo direito de cada um poder expressar-se. São indivíduos que juntos constituem um espaço que Downing chama de esfera pública alternativa ou contra-esfera pública, ou seja, é um fórum que “oferece aos movimentos a oportunidade de conversar entre suas divisões internas, e assim enriquecer-se e fortalecer-se – é um conceito que dirige a nossa atenção para o papel da mídia radical em estimular o debate”.

 

Visão

Partindo do pressuposto de que a comunicação é um direito de todos, a RádioCom 104.5 procura interferir na sociedade para transformá-la através de um processo plural, democrático e participativo na difusão das informações de interesse público. Queremos, através desse canal comunitário, mudar a concepção de comunicação social que existe na atualidade, onde o receptor tem pouca ou nenhuma interferência na construção da noticia. A informação deve pautar-se por interesses ligados a coletividade, procurando promover a inclusão social. Todas as ações promovidas pela RádioCom vão ao encontro da democratização da comunicação no Brasil, a qual se faz urgente. Somente assim, poderemos atingir uma sociedade verdadeiramente democrática e socialmente justa.

 

Missão

Há oito anos a RádioCom está no ar para democratizar o acesso e a participação da sociedade no processo de construção da informação. Dessa forma, busca contribuir com a formação crítica dos seus ouvintes e colaboradores.  É uma proposta que valoriza a construção da cidadania, visto que os pilares que sustentam esse canal comunitário são justamente a coletividade e a disseminação da cultura e da informação por meio da interferência ativa dos ouvintes da rádio sem qualquer tipo de hegemonia política ou comercial.

 

A História

A história da Rádiocom inicia no ano de 1998, à partir da iniciativa de algumas pessoas e sindicatos de trabalhadores de Pelotas. Inicialmente tomaram a frente do projeto o Sindicato dos Bancários e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias e Cooperativas da Alimentação, o STICAP.       Estes sindicatos, ao observarem a importância da necessidade da democratização dos meios de comunicação no Brasil e o seu papel enquanto entidades que representam os trabalhadores das suas categorias específicas e, mais do que isso, a luta geral dos trabalhadores na dimensão da política de caráter solidário e classista defendida pelos princípios dos quais ambos são signatários no âmbito da sua organização nacional através da Central Única dos Trabalhadores – CUT , definiram um calendário de encontros para iniciar a construção de uma rádio comunitária de caráter popular em Pelotas.
Desde as primeiras reuniões, ocorridas no Sindicato dos Bancários, que foi o “berço” da Radiocom, definiu-se que seriam seguidos os princípios que regiam o movimento nacional de rádios comunitárias, através da sua associação: a ABRAÇO.
Iniciou-se aí um processo de trocas de experiências com reuniões abertas à comunidade e que, ao longo do tempo, foram agregando mais sindicatos de trabalhadores, movimentos e pessoas da comunidade.
Entre os setores que compuseram o “mosaico” inicial da experiência da Radiocom estavam, além de representantes de diversos sindicatos, o movimento hip-hop, artesãos, músicos, ambientalistas, estudantes, curiosos, jornalistas, movimento negro, radialistas excluídos das rádios oficiais, etc. Um dado interessante é o de que, pelo fato da iniciativa de construção da emissora haver partido de sindicatos de trabalhadores, poderia haver o risco da emissora assumir um caráter de “rádio sindical”, porém desde o início o projeto orientou-se na perspectiva de um meio plural, aberto as iniciativas existentes na comunidade.
Os primeiros desafios do processo de construção da emissora eram a parte legal, o financeiro e o caráter da emissora. Os sindicatos mobilizaram-se e estabeleceram uma política de cotas para que fossem comprados os equipamentos. Paralelo a isso realizaram-se as discussões para a definição da potência da rádio, localização, modelo de gestão e conteúdo de programação.
Ficou definido que a emissora teria como princípios a luta pela liberdade e democratização dos meios de comunicação, dar voz aos movimentos sociais que são geralmente excluídos da mídia oficial local, denunciar os abusos da mídia oficial, ter programação voltada para a informação e educação, valorizar a cultura local e popular e proporcionar a participação da sociedade na emissora.
O período de gestação da Radiocom durou de 1998 até 2001, com incessantes reuniões e debates acerca do tipo de música que deveria e que não deveria tocar, de como seria a programação informativa, os programas, etc. Em 1999, após duas assembléias gerais abertas à comunidade e divulgadas com edital público nos jornais locais, foi realizada a fundação da Associação Cultural Radio Comunidade FM de Pelotas – Radiocom. Logo a seguir, com a legalização da associação, deram-se os encaminhamentos de envio de documentação ao Ministério das Comunicações com pedido de liberação de um canal de Rádio Comunitária para Pelotas, o que até hoje não foi deferido.
A Radiocom teve uma primeira experiência no ar, algo como uma pré-estréia, ao transmitir ao vivo do pátio do antigo Instituto de Ciências Humanas da UFPEL, um evento organizado pelo movimento negro de Pelotas: foi o 1º Encontro da Consciência Negra, que ocorreu no dia 18 de novembro de 2000. Os “rádiocomunitários” transferiram para o local todo o aparato de equipamentos da emissora para a realização da transmissão. O detalhe curioso é que a antena foi instalada no alto de um bambu, que foi tirado do varal de secar roupas da casa dos pais de um dos membros da rádio.
Finalmente no dia 12 de junho de 2001 a Radiocom entrou no ar.

As coordenações são as seguintes : coordenação geral , financeiro, administrativo , programação , eventos , operação e patrimônio.

 

Filosofia

Segundo a definição do sociólogo e ativista dos direitos humanos, Hebert de Souza, “o termômetro que mede a democracia numa sociedade é o mesmo que mede a participação dos cidadãos na comunicação”. A RádioCom preocupa-se em estar sempre posicionada ao lado dos agentes da transformação social. Dessa forma, a rádio não apenas divulga para o público ouvinte uma determinada informação e sim, convida-o para participar desse processo, sendo este um diferencial importante da RádioCom para os de mais veículos de comunicação local.
O caráter social, crítico e reflexivo das informações e músicas veiculadas na RádioCom se devem, em grande parte, a base de sustento e organização social, política e econômica deste veículo. Mantida por sindicatos de trabalhadores da cidade de Pelotas e demais cidadãos descontentes com os atuais rumos da comunicação no Brasil e conscientes da necessidade de participar no processo de formação e difusão das mensagens em meio a sociedade. A RádioCom está propondo uma nova forma de fazer comunicação em Pelotas e, recentemente, via internet, estende esta proposta ao mundo inteiro, por meio do sitio da rádio, www.radiocom.org.br
A RádioCOM segue os princípios éticos da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (ABRAÇO), a qual declara em seu artigo 2° que, “situa-se no campo dos movimentos populares, sendo seus associados comprometidos com os interesses e lutas destes setores sociais, marcadamente contra qualquer forma de exclusão, discriminação ou preconceito, seja de raça, gênero, religião, orientação sexual, convicção política ideológico partidária ou condição social”.
Além disso, esse veículo comunitário entende que a comunicação é um direito de todos e não uma concessão das autoridades. Por isso, dentre os princípios éticos que regem a participação dos ouvintes durante as 17hs diárias de programação cultural da rádio, está o disposto no artigo XIX da Declaração Universal dos Direitos do Homem,“Todo homem tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferências, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.”
O entendimento do papel político e social deste veículo de comunicação não se limita à programação informativa da rádio. Por meio da programação musical, também ressaltasse o papel importante da diversidade cultural e da valorização da cultura local e regional brasileira, princípios essenciais da proposta de comunicação livre e educativa que a RádioCom se propõe a fazer. São cerca de 85 rádio-companheiros (pessoas que contribuem para a construção e manutenção desse canal comunitário) dedicando-se a levar para a comunidade pelotense um projeto de comunicação independente que abrange as lutas sociais da maioria silenciosa, ou seja, dos grupos sociais excluídos nos veículos de comunicação tradicionais.
A RádioCom entende que é possível transformar o paradigma de comunicação existente na atualidade, o qual propõe que a informação é uma apenas uma mercadoria e os receptores meros consumidores de uma versão factual da realidade. A proposta da rádio é simples e clara, “não há pessoas nem sociedades livres sem liberdade de expressão e de imprensa. O exercício desta não é uma concessão das autoridades; é um direito inalienável do povo”  (um dos princípios adotados pela Conferência Hemisférica sobre Liberdade de Expressão realizada em Chapultepec, México, D.F., no dia 11 de março de 1994).

909 Respostas

  1. Zdaję sobie sprawę, że w chwili obecnej w internecie można znaleźć mnóstwo podobnych stron, jednak chciałabym, żeby mój blog być miejscem wyjątkowym.

  2. You’ve captured this perfectly. Thanks for taking the time!

  3. Don’t even kid yourself. Every SEC team out there has players on the team who have committed similar infractions (maybe not a bar fight, but you better believe there are plenty of kids on these teams who have failed drug tests). There is no team that has perfect behavior on it – LSU just gets the flack because they have the national spotlight.

  4. That’s an apt answer to an interesting question

  5. Howdy, i read your blog occasionally and i own a similar one and i was just curious if you get a lot of spam remarks? If so how do you reduce it, any plugin or anything you can advise? I get so much lately it’s driving me crazy so any help is very much appreciated.

  6. I’ve been absent for some time, but now I remember why I used to love this site. Thank you, I’ll try and check back more frequently. How frequently you update your website?

  7. Wonderful work! That is the kind of information that should be shared around the internet. Shame on the seek engines for not positioning this put up higher! Come on over and seek advice from my website . Thanks =)

  8. Deep thinking – adds a new dimension to it all.

  9. LOVE IT! Your pictures came out amazing. It was so much fun getting to finally meet you- we have to get together again soon And ps, I’m SO regretting wearing that sweater- super unflattering ugh! hehe

  10. Hi there very cool blog!! Man .. Beautiful .. Amazing .. I will bookmark your web site and take the feeds also…I’m glad to find so many helpful information here within the publish, we’d like work out extra strategies on this regard, thank you for sharing.

  11. I removed my comment because it had a typo, but what I was saying agreed with you and Rick: Jane had had this done, and might even want it again (though she's ahem, older now, and it may not be a good idea). She tells me of the strain of living with them and dressing around them. and while I love them as they are, I can certainly appreciate what she goes through. So I'm supporting whatever decision she makes.

  12. Bonjour voilà je sui in grand fan des voiture depuis mon plus jeune âge et je sais que je n’aurais j’amais les moyen de acheter une voiture de luxe et cela serait un rêve pour moi d’en avoir une mes salutation distinguer a Mr. Abdel wassim

  13. That's a great story, Jessica, I could feel the clock ticking down while reading it. I'm so glad you made it. What a relief that must have been for you and your little one! She looks beautiful, btw!

  14. Wow, speaking of flashbacks…you in your Quonset & I in my chicken house, with my pantry built out of the lumber from your (finally unnecessary) “handicap” ramp. Moosewood was our go-to for so many things in those days–I still make the mushroom moussaka once in awhile.I have been enjoying your website & blog tremendously but have been too work crazy to post my props to you–so KUDOs! I hope we get to cook together again soon–

  15. 2 odmietnutia za pár dní. Niečo v tom bude. Treba vymyslieť pascu, z ktorej neunikne. Hoď do kontajnera 500 eurovku. Počkaj kým pôjde vyberať. Keď ju bude držať v hrsti, riskni a spýtaj sa do tretice:)

  16. Minha filha usa o shampoo e o condicionador da Elseve Arginina..São ótimos.Só não comprei ainda a loção fortificante..pq aqui é caroo..mais vou preparar meu bolso e comprar.Espero que ela se dê bem…Devido a um período de queda que ela teve, os cabelos dela ficaram ralos e finos dimaissss…..Beijos…Valeu gente…

  17. Will definitely have to try this, even just for the value for money! I would, however, prefer to pay *slightly* more for my meal and be able to make a reservation. I'm sick of this trend in London now, queuing for an hour is just boring and I'm not going to these places anymore.

  18. hello!,I really like your writing very much! proportion we be in contact extra approximately your article on AOL? I need an expert on this house to solve my problem. May be that is you! Taking a look ahead to peer you.

  19. Apparently I have a german key board. I do have the backslash key, but it won’t turn into the (|) command when pressing shift. But thank you for your help.

  20. Action requires knowledge, and now I can act!

  21. Absolutely composed written content, Really enjoyed looking at.

  22. Mas ele não consegue parar de falar!Por isso postei o último "Plano Inclinado".Bom post Kaos e, o novo visual está bonito!

  23. You’ve impressed us all with that posting!

  24. The woman with the "issue" touched the hem of His garment.And He knew!He knew that someone had touched Him.He knew because power had gone out from Him to her.I want to touch Him like that.Will be praying for Judith.Sweet dreams.

  25. Your answer lifts the intelligence of the debate.

  26. NeanderthalI didn’t know you were clairvoiant. You don’t know the extent or depth of my personal knowledge anymore then I could claim to know yours. And the whole petty wiki barb just belittles yourself. You claim you can make some sort of Intellectual or definitive comment because you saw a solar panel on a telephone pole? That’s ignorance and hubris to the extreme.If you require someone to have a PE license in electrical engineering to discuss the topic then you are less qualified myself to discuss the topic.

  27. Real wonderful info can be found on web blog. “The fundamental defect of fathers is that they want their children to be a credit to them.” by Bertrand Russell.

  28. Your blog has the same post as another author but i like your better.;~,*.

  29. Phenomenal breakdown of the topic, you should write for me too!

  30. Your answer lifts the intelligence of the debate.

  31. With her success on the Moore show, Burnett finally rose to headliner status and appeared in the 1962 special Julie and Carol at Carnegie Hall, co-starring her friend Julie Andrews. The show was produced by Bob Banner, directed by Joe Hamilton, and written by Mike Nichols and Ken Welch.[8] Julie and Carol at Carnegie Hall won an Emmy Award for Outstanding Program Achievement in the Field of Music.

  32. truck, perhaps even jeopardizing your truck’s function. You truly desire to get the greatest commercial truck parts and have you truck set to optimum perform, and you may get that outcome by closely adopting the

  33. Such pretty pictures! Loving your patterned knit skirt, winter's just around the corner around here! (In fact, there's snow outside right now.)xSabrina

  34. Refreshing to read a nuanced view on these two subjects. I’m struck that people who couldn’t tell you what year the Second World War ended have firm, absolute, negative views against the EU, as if they had actually researched the subject. The EU is a mess, as is the C of E, but it is surely better to try to reform and improve these institutions than to tear them down.

  35. Hello sir,I want to use number of ultrasonic sensors at a time for distance measuring so did they effect each other?As I want high range distance sensors with good maximum(10 m) as well as minimum range(5 cm) so which sensor I should prefer and do u have that type of sensors?Does ultrasonic sensors can get distraction from other sources?What will be the time period of delivery if I order 10 to 15 sensors at a time?I want code for atmega16 in bascom AVR language for that sensor can you provide me that with product?

  36. Gee whiz, and I thought this would be hard to find out.

  37. By November 27, 2012 – 5:21 pmoutstanding acceptance…Document found almost any weblog site related to google plus bing in addition to examine a few inside your reports. Proceed retain within abs good run. Document generally extra in . wide upward inches any Rss to ensure you wonderful SEARCH MOTORS Site …

  38. You’re a real deep thinker. Thanks for sharing.

  39. As Charlie Sheen says, this article is “WINNING!”

  40. I’m not easily impressed. . . but that’s impressing me! 🙂

  41. Natürlich kann sie keine Zusagen machen, sie muß sich den Wähler/Bürger aber warmhalten. Nach den Wahlen sieht daß dann so aus: Ja die Kosten sind zu hoch – nicht genug Strom und so weiter. Ich glaube ihre Gute Absicht nicht und werde bei der Wahl gegen sie stimmen, sie ist und bleibt unglaubwürdig, wie Ihre Mitstreiter. Normalerweise müßte ein Mißtrauenvotum gegen die Merkel gefordert werden.

  42. This is a most useful contribution to the debate

  43. Dhruv PalejaEvery religion teaches tolerance and forgiveness. Still there is so much war in the world, in the country and in the family as well. It’s really bewildering unless one takes shelter of saints like Radhanath Swami.  

  44. We definitely need more smart people like you around.

  45. A bit surprised it seems to simple and yet useful.

  46. phil is what is good in all of us. he takes the heat for his mistakes and handles his victories with class and poise. he knows whats important in life..family, faith, and belief in yourself. im proud to play the clubs that he does. go phil!! go callaway!!!

  47. It’s always a pleasure to hear from someone with expertise.

  48. I was curious if you ever thought of changing the structure of your website? Its very well written; I love what youve got to say. But maybe you could a little more in the way of content so people could connect with it better. Youve got an awful lot of text for only having one or 2 pictures. Maybe you could space it out better?

Deixe uma resposta