Brasil é um dos piores do mundo em mortes de crianças por Covid-19

postado em: Coronavirus | 0

O Brasil registrou 3.561 mortes de crianças e adolescentes de até 19 anos por Covid-19 desde o início do surto, em março de 2020. Destes, 326 eram bebês de até 1 ano de idade. O país é o segundo com mais mortes de crianças pelo coronavírus no mundo, atrás apenas dos Peru, em termos proporcionais.

Em 2020, foram 1.203 mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Já em 2021, foram 2.293. Também 65 mortes foram notificadas por Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P); uma manifestação agressiva do vírus em crianças.

De acordo com documento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) sobre a Covid-19 em crianças e adolescentes, a probalidade de morte entre esse grupo no país é maior do que na comunidade internacional.

A Fiocruz lista uma série de fatores que podem explicar a situação: “Composição demográfica da população brasileira com alto número de crianças e adolescentes; contingente de crianças com condições crônicas com controle insuficiente; desafios no acesso e qualidade do cuidado na Atenção Primária à Saúde; desafios no acesso e qualidade do cuidado pediátrico de maior complexidade, particularmente em tempos de grande pressão no sistema hospitalar, levando, inclusive, à desativação de leitos pediátricos; Aumento da vulnerabilidade social”, afirma o estudo.

INFORMAÇÕES REDE BRASIL ATUAL

EDIÇÃO: NPJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.