PGR abre apuração preliminar sobre ataque de Bolsonaro às urnas eletrônicas

Na última segunda-feira (16), o procurador-geral da República, Augusto Aras, disse ter determinado a abertura de uma apuração preliminar para investigar as declarações do presidente Jair Bolsonaro contra o sistema eleitoral feitas por ele ao vivo em 29 de julho.

Nessa fala, o presidente usou várias notícias falsas e boatos – já desmentidos pelos órgãos oficiais – sobre as eleições no país, sem apresentar quaisquer comprovações. A apuração preliminar vai analisar se os ataques do chefe do Executivo às urnas eletrônicas configuram crime. De acordo com palavras de Aras, agora a Procuradoria avaliará a necessidade de adotar diligências investigativas: “A depender da robustez dos elementos obtidos por meio dessas diligências, cabe ao órgão ministerial, então, discernir em torno de oferecimento de denúncia, de dedução de pedido de instauração de inquérito ou ainda de arquivamento”, cita o jornal Folha de São Paulo.

A decisão do procurador-geral é uma resposta ao STF após a ministra Cármen Lúcia ter cobrado uma manifestação da PGR sobre o pedido de inquérito por parte dos parlamentares do PT.

Fonte: Sputnik News

Imagem: Sputink News

Deixe uma resposta