Comissão da Câmara convoca Braga Netto por ameaça às eleições

Na última terça-feira (3), a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara aprovou a convocação do ministro da Defesa, general Braga Netto, para dar explicações sobre as alegadas ameaças às eleições de 2022 caso o voto impresso não seja aprovado pelo Congresso. O ministro deve comparecer no colegiado no dia 17 de agosto.

O requerimento foi apresentado pelo deputado Rogério Correia. O objetivo da convocação é que o general esclareça as supostas afirmações a interlocutores, reveladas por uma reportagem divulgada pelo jornal Folha de São Paulo em 22 de junho de 2021, “condicionando a realização de eleições à adoção do voto impresso como forma de promoção de auditoria da referida eleição”.

Segundo essa publicação, Braga Netto teria mandado um recado por meio de um interlocutor ao presidente da Câmara, Arthur Lira, de que, sem a aprovação do voto impresso, não haveria eleições em 2022. De acordo com Rogério Correia, “o ministro da Defesa não pode chantagear uma nação, nem mesmo deixar dúvidas sobre o processo democrático, e insinuar que isso pode ser substituído por um fechamento autoritário”.

Fonte: Sputnik News

Imagem: Sputink News

Deixe uma resposta