Base parlamentar de Bolsonaro poderá ser investigada na CPI da Covid por escândalo da Covaxin

Depois da revelação do deputado Luis Miranda (DEM-DF) nesta sexta-feira (25) de que o próprio Jair Bolsonaro citou o nome de Ricardo Barros (PP-PR) como possível envolvido em irregularidades na importação de 20 milhões de doses de vacinas indianas Covaxin, a base parlamentar do governo, o chamado centrão, poderá se tornar um dos alvos principais das investigações, informa o Painel da Folha de S.Paulo.

Miranda passou a maior parte da sessão dizendo não se lembrar do nome do parlamentar citado por Bolsonaro. Perto das 22h, disse que se tratava de Barros, líder do governo na Câmara.

Agora, além do próprio chefe do Poder Executivo, sua base de apoio no Legislativo pode ser afetada pelas investigações da CPI, abalando o esquema de alianças do governo no Congresso. 

Fonte: Brasil 247

Imagem: Brasil 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.