Câmara aumenta em 170% valor de reembolso de gastos com saúde de deputados

Segundo o texto assinado pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), o valor anterior estava defasado, já que foi definido em 2015.

Para justificar o reajuste, a Mesa Diretora da Câmara se baseou na VCMH (Variação de Custo Médico-Hospitalar), conhecida como “inflação médica”.

“Essa atualização corrigirá a natural defasagem monetária de um valor fixado no ano de 2015 e proporcionará maior agilidade (racionalização) no atendimento às demandas relativas ao reembolso de despesas com saúde por parte dos senhores deputados”, diz o texto.

Apesar do aumento, Lira ressaltou que o reajuste não criará ônus adicional para a Câmara.

“A segunda vice-presidência continuará a analisar caso a caso, levando-se em conta os pareceres dos órgãos técnicos envolvidos”, escreveu.

Plenário da Câmara dos Deputados em dia de votação não presencial.

© Foto / Cleia Viana/Divulgação/ Câmara dos Deputados

Plenário da Câmara dos Deputados em dia de votação não presencial.

O presidente da Câmara afirmou ainda que o novo limite contribuirá para um “descongestionamento” das reuniões da Mesa Diretora.

Segundo Lira, agora haverá um número menor de processos sujeitos a deliberação, pois o próprio segundo vice-presidente poderá concluir mais decisões.

Fonte: Sputink News

Imagem: Sputink News

Deixe uma resposta