Vereador Matheus Gomes (PSOL) sofre ataque virtual e tem redes sociais excluídas

O vereador Matheus Gomes (PSOL) registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil denunciando um ataque hacker sofrido em suas redes sociais. Eleito para o primeiro mandato como o quinto vereador mais votado de Porto Alegre, com 9.869 votos, o parlamentar conta que seu perfil no Instagram e no Twitter foram tirados do ar, na tarde de sexta-feira (12), e o controle subtraído do seu domínio. Juntos, os dois perfis têm mais de 40 mil seguidores. 

“Infelizmente, temos pouca dúvida de que se trata de um ataque político. Estamos num contexto de receber ameaças nas últimas semanas em função das ações do mandato”, afirma Gomes.

No final de janeiro, o parlamentar também registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia de Combate à Intolerância de Porto Alegre denunciando as ameaças e ataques que sofreu nas redes sociais após o protesto da bancada negra no momento do hino riograndense na posse da nova legislatura de Porto Alegre.

Ele espera que a polícia investigue o caso e diz já ter retomado a conta no Twitter, enquanto segue em contato com o Facebook (administrador do Instagram) para que medidas sejam tomadas e ele consiga recuperar o perfil o mais rápido possível.

O vereador explica que o objetivo do ataque foi excluir os perfis nas redes sociais e fazê-lo perder o contato com uma ampla rede de seguidores. “Os crimes virtuais são hoje uma das principais formas de ataque às liberdades democráticas e à liberdade de expressão.”

Para Gomes, o ataque nas redes sociais de um sujeito político é um atentado contra a democracia que deve ser repudiado por todos que defendem o direito à livre expressão. “Os inimigos da liberdade não irão nos calar”, afirma o vereador do PSOL.

Fonte: Sul 21

Imagem: Sul 21

Deixe uma resposta