Lewandowski intervém para definir ordem de vacinação de grupos prioritários

Na última segunda-feira (8), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, deliberou que o governo federal defina ordem de preferência de vacinação contra COVID-19 entre os grupos prioritários. Como o Brasil não possui doses suficientes para vacinar agentes da Saúde e idosos simultaneamente, não está claro qual grupo deve ser imunizado primeiro.

Além disso, há relatos de que cidades estariam imunizando profissionais de saúde que não trabalham na linha de frente, em detrimento dos idosos. O Ministério da Saúde tem até cinco dias para especificar a ordem de vacinação.

O Brasil confirmou mais 687 mortes e 28.061 casos de COVID-19, totalizando 232.248 óbitos e 9.550.301 diagnósticos da doença, informou consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa. 

Fonte: Sputink News

Imagem : Sputink News

Deixe uma resposta