Covid em Pelotas mais um óbito – município volta a ter bandeira vermelha

No último sábado (2), a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou, mais uma morte pela Covid-19. O óbito é referente a um homem de 76 anos, que estava internado no HE-UFPel.

Novos casos

A SMS também informou, no último sábado, 107 novos casos de coronavírus. Os infectados têm idades entre um ano e 75 anos.

Pelotas chega a 15.958 casos de contaminados pelo vírus. Desse total, 11.867 são considerados recuperados e 3.814 estão em isolamento, além dos 277 óbitos.

A SMS aguarda os resultados de 139 exames que estão no Lacen/RS, na Unidade de Diagnóstico Molecular Covid-19 HE/UFPel e, tambéem análise pelo programa Testar RS.

Hospitalizados

Até as 13h30 deste sábado, 78 pacientes estavam hospitalizados. Trata-se de casos de moradores de Pelotas, internados no município e transferidos para outras cidades, além de residentes de outras localidades. Desse total, 19 encontram-se em leitos de UTI.

Retorno a Bandeira Vermelha

Pelotas volta a ser classificada na cor vermelha no modelo de Distanciamento Controlado do governo gaúcho. A bandeira vermelha indica o alto risco existente no município para a infecção pelo coronavírus.

De acordo com o Distanciamento Controlado a mudança nos protocolos de enfrentamento à pandemia em Pelotas é resultado da avaliação dos indicadores de toda a macrorregião sul em que Bagé aparece com risco altíssimo para o vírus causador da Covid-19, em bandeira preta. 

Mesmo assim avaliação estadual ressalta que a região de Pelotas tem 871 mil habitantes, o que representa 82,5% da macrorregião sul. Ou seja, os números da macrorregião são predominantemente influenciados pela macrorregião de Pelotas.

A bandeira vermelha para Pelotas  também é resultado do número de internados em leitos de UTI Covid no dia 31 de dezembro-  56 pessoas, maior do que nas duas últimas semanas. O número de leitos de UTI livres no último dia do ano, para atender Covid, caiu para 15, sendo que na 34ª rodada eram 34.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Pelotas

Imagem: Arquivo internet

Deixe uma resposta