Com fim do auxílio emergencial, mais de 11 milhões entrarão na pobreza

Com o fim do auxílio emergencial pelo governo de Jair Bolsonaro, a pobreza vai superar os níveis de 2019, segundo reportagem do jornal O Globo.  

Em setembro, com o corte do benefício pelo governo de R$ 600 a R$ 300, a pobreza aumentou no país com cerca de 11,6 milhões de brasileiros.

Economista e pesquisador da Fundação Getulio Vargas (FGV), Daniel Duque disse ao Globo que “vai haver um grande pulo entre dezembro e janeiro, com aumento muito intenso da pobreza”. 

“Já estamos vendo isso ao longo dos últimos meses, de uma maneira mais gradual, porque as pessoas foram conseguindo o auxílio aos poucos. Está havendo alguma recuperação no mercado de trabalho, mas não o suficiente para compensar o auxílio”, afirmou.

Fonte: Brasil 247

Imagem: Brasil 247

Deixe uma resposta